O movimento

Como nasceu

Punk

O termo Punk pode ser traduzido a algo como 'rebelde'. O termo deriva de pessoas que não seguem as normas de conduta da sociedade.

Rebeldia

Embora seja hoje relacionada ao anarquismo, sua ideologia varia de facção a facção. Tendo sempre em comum o igualitarismo, o progressismo e o antifascismo. 

Antifascismo

O movimento surge da classe trabalhadora dos EUA no início dos anos 70, por jovens inconformados com o conservadorismo e condutas normativas.

Inconformismo

A primeira banda a ser considerada Punk foi o Ramones. O instrumento de cada integrante foi decidido na sorte, o que categoriza um dos pontos do movimento: 'do it yourself' (faça você mesmo).

Ramones

Yourself

Do it

O termo 'DIY' consiste em fazer algo sem profissionais ou especialistas. No caso, os integrantes do Ramones foram contratados como músicos sem saber tocar os instrumentos.

Apesar da origem americana, o Punk foi absorvido e popularizado na inglaterra, dando voz aos jovens no cenário decadente da época.
A banda que mais ganha reconhecimento lá é o Sex Pistols.

Sex Pistols

A notória banda trazia consigo o 'do it yourself' e a ideologia, mas mais do que isso a banda cria um estilo único para representar o inconformismo com a normatividade. 

Estilo

O estilo Punk foi criado por Vivienne Westwood, esposa do produtor da banda, Malcolm McLaren. A inovadora estilista até hoje desenvolve estilos ousados e chocantes.

Vestimenta

O filme da Disney, 'Cruella', teve Vivienne como inspiração para as roupas ousadas, as performances artísticas e o questionamento sobre o futuro da moda, rejeitando o clássico. 

Vivienne

Westwood

A notória casa de shows de N.Y, famosa por ser um dor berços do punk, era na realidade uma casa para country e blues. Significando, em sua sigla, Country, Bluegrass and Blues.

CBGB

A casa aceitava bandas de todos os tipos com o intuito de se promover, o que acabou fazendo dela a casa de show mais famosa do mundo do Rock.

O Punk se consagrou pelo mundo todo por bandas como The Clash, New York Dolls, Misfits e Velvet Underground.

Embora muito menos investido e escutado, o punk ainda tem fortes nichos no Brasil e no mundo, seguindo com sua ideologia antifascista, tão necessária hoje em dia.

E hoje?

Veja também:

O Rei do Rock