PORTAL DEMOCRACIA
Economia Manchete

Uber Eats vai encerrar entregas de restaurantes a partir de 8 de março

A empresa Uber anunciou nesta quinta-feira (06) que o aplicativo Uber Eats vai encerrar seu serviço de entrgas de restaurantes a partir de 8 de março.

“A Uber vai alterar sua estratégia de delivery no Brasil, desativando o serviço de intermediação de entrega de comida de restaurante…O serviço de intermediação de entrega de comida continuará disponível até o dia 7 de março”, afirmou a companhia em comunicado.

A empresa vai manter seu serviço tradicional de transporte, que vem sendo questionado e criticado nos últimos meses.

“A Uber segue seu compromisso com seus mais de 1 milhão de motoristas parceiros que geram renda fazendo viagens e entregas pela plataforma — o volume de viagens no Brasil já é maior do que o registrado no período anterior à pandemia”, disse a empresa em comunicado.

Segundo a Uber, a decisão foi tomada para concentrar a Uber Eats na entrega de itens de conveniência e mercado, dentro da parceria da empresa com a startup da China, Cornershop.

A empresa também afirma que vai expandir o Uber Direct, modalidade que permite que lojas façam entregas no mesmo dia para seus clientes.

“Nosso principal objetivo daqui para frente será oferecer acesso à seleção de supermercados, lojas especializadas, pet shops, floriculturas, lojas de bebidas e outros artigos no aplicativo”, afirmou a empresa em nota.

Para estabelecimentos que têm contrato de exclusividade com a empresa, a Uber disse ainda que está “oferecendo todo o suporte aos restaurantes durante esse período de mudanças”.

“Mas a eventual escolha de utilização de outro app de delivery é do próprio restaurante, portanto, nossa recomendação é entrar em contato direto com o mesmo”, complementa a Uber.

Restaurantes consideram a decisão da Uber Eats uma “bomba” no setor

Em entrevista à Folha de SP, o presidente da Associação de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci, afirmou que teme consequências do aumento na concentração da atividade de entregas.

Ele ressalta que o anúncio da Uber assusta porque ocorre duas semanas após acionistas da startup Deliveru Center também decidirem encerrar a operação da empresa no Brasil, sinalizando que o mercado do país pode ser pouco atrativo a investimentos na área.

Related posts

Bolsonaro diz que não tomou a vacina e insiste em “passado atlético”

Rafaele Oliveira

Bolsonaro nega que tenha pedido votos em votação da Time

João Baricatti

Datafolha: 41% dos brasileiros reprovam atuação do Congresso

João Baricatti

Leave a Comment