PORTAL DEMOCRACIA
Internacional Manchete Política

Turista é presa por fazer saudação nazista em Auschwitz

turista-e-presa-por-fazer-saudacao-nazista-em-auschwitz

Uma turista holandesa foi presa e multada na Polônia por fazer uma saudação nazista no antigo campo de concentração de Auschwitz-Birkenau – onde foram executados sistematicamente mais de 1 milhão de pessoas durante o Holocausto.

A mulher de 29 anos – que não foi identificada – fez o gesto diante do portão do local, que ainda mantém a frase Arbeit Macht Frei (“O Trabalho Liberta”) como uma das estruturas transformadas em museu.

Segundo a AFP, a mulher holandesa relatou que o ato foi uma brincadeira de mau gosto.

Ela estava posando para uma foto tirada pelo marido e foi posteriormente acusada de promover propaganda nazista.

Os promotores indicados para o caso emitiram uma multa, que ela concordou em pagar.

O caso de turistas acusados de promover propaganda nazista na Polonia não é inédito.

Em 2013, dois estudantes da Turquia foram condenados a seis meses de prisão e multados por fazer uma saudação nazista semelhante em Auschwitz.

Nas redes sociais, o Momorial de Auschwitz relata histórias de pessoas que foram enviadas ao campo de concentração.

A Polônia foi o primeiro país invadido pela Alemanha Nazista de Hitler, em 1939 – a invasão é considerada ponto de partida da II Guerra Mundial.

Após ocupar o território polonês, a Alemanha construiu o campo de extermínio na cidade de Oswiecim, no sul do país. Em pouco mais de quatro anos e meio, pessoas deportadas para o campo de concentração foram mortos em câmaras de gás, morreram de fome, trabalharam até a morte e foram submetidos a experimentos médicos.

Ao todo, pelo menos 6 milhões de judeus morreram no Holocausto – o plano nazista para erradicar a população judaica na Europa.

O campo de Auschwitz era o maior cmapo de concentração da Alemanha Nazista e, portanto, peça central deste genocídio.

O local foi liberado pela União Soviética no início de 1945, último ano da II Guerra Mundial.

Related posts

“Marielle Peneira”: Expressão inserida no iFood é discurso de ódio contra a vereadora

Rafael Bruza

Nem tudo é apenas crueldade. Em Bolsonaro, a perversidade é método

Fabio Pannunzio

Alcolumbre quer segurar sabatina de Mendonça até 2023, quando a indicação perde validade

Rafael Bruza

Leave a Comment