PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Sessões do TCU são canceladas após Youtube suspender a conta da Corte

sessoes-do-tcu-sao-canceladas-apos-youtube-suspender-a-conta-da-corte

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, afirmou que sessões das Câmaras da Corte foram canceladas nesta terça-feira (01) por conta de uma suspensão que o Youtube aplicou contra o canal do tribunal.

Considerando que “julgamentos devem ser públicos”, Dantas afirmou que a suspensão no Youtube impediu a transmissão em tempo real das sessões.

“Hoje o YouTube Brasil suspendeu a conta do TCU em sua plataforma, episódio grave, súbito e ainda sem explicação. Por imperativo constitucional, os julgamentos devem ser públicos e, na modalidade virtual, deve haver transmissão em tempo real”, escreveu Dantas no Twitter.

Segundo o Poder 360, Dantas fez o anúncio do cancelamento das sessões às 15h40, sem detalhar qual foi o tipo de suspensão aplicada pelo Youtube ou o motivo.

Por volta das 16h20, o canal do TCU no Youtube estava novamente no ar.

“Dado o ineditismo do ocorrido, os jurisdicionados e advogados que acompanhariam os julgamentos não dispunham de outra plataforma. Isso ocasionou o cancelamento das sessões de hoje das duas Câmaras do TCU, com prejuízo para a sociedade. Providências estão sendo estudadas”, afirmou o ministro do TCU.

Procurado pelo Poder 360, o Youtube informou que “o canal do Tribunal de Contas da União recebeu um alerta em 7 de maio de 2021 e um aviso (ou strike) em 27 de janeiro deste ano por exibir conteúdo de terceiros em transmissões ao vivo nas duas ocasiões”.

“Com um aviso vigente, o canal fica impedido de utilizar alguns recursos do YouTube, entre eles fazer transmissões ao vivo. Estamos em contato com a equipe do TCU para dar todo o suporte necessário”, afirmou a plataforma, que pertence à poderosa empresa estadunidense, o Google.

Dantas relatou em entrevista ao Poder 360 que o Youtube tinha realizou na quinta-feira (27) uma “notificação genérica”informando que o canald do TCU seria suspenso por 7 dias por violação das diretrizes da comunidade.

Segundo o ministro, o alerta não dava detalhes sobre o motivo da punição.

“Hoje estávamos realizando normalmente a sessão da 2ª Câmara, que ocorre às 10h30, e fui alertado por servidores da Casa que nosso canal no YouTube não estava transmitindo a sessão”, disse o ministro.

Segundo ele,

“O canal do TCU serve apenas para transmitir as sessões de julgamentos e armazenar e exibir vídeos de eventos oficiais. Uma sessão sem transmissão em tempo real, equivale a uma sessão secreta”, detalhou.

Related posts

Joaquim Leite: “Usaremos toda a força do Estado (contra desmatamento)”

João Baricatti

Doleiro preso na Lava Jato financiou campanha do principal aliado de Moro

Rafael Bruza

Eleições 2022: Em um mês, Lula cresce 10 pontos entre evangélicos

Rafaele Oliveira

Leave a Comment