PORTAL DEMOCRACIA
Cultura Política

Rolling Stones tiram o hit ‘Brown Sugar’ de turnê por referências à escravidão e estupro

rolling-stones-tiram-brown-sugar-por-referencias-a-escravidao-e-estupro

Keith Richards e Mick Jagger esperam voltar a tocar Brown Sugar no futuro

A banda Rolling Stones decidiu tirar o sucesso Brown Sugar dos shows que realizam em turnê pelos Estados Unidos, por conta do teor da letra relacionado com a escravidão e o estupro de mulheres negras em épocas escravocratas.

A revelação foi feita pelos próprios integrantes da banda em entrevista ao Los Angeles Times.

“Você notou, né?”, disse Keith Richards ao entrevistador, após ser questionado sobre a ausência da canção nos shows da banda.

“Tento entender por que as mulheres têm problemas com isso. Será que não perceberam que essa música tem a ver com os horrores da escravidão? Mas estão tentando encobrir isso. E por enquanto não quero ter problemas”, afirmou o guitarrista ao jornal. “Espero que possamos ressuscitar o bebê em toda sua glória em algum momento”.

A problematização da letra de Brown Sugar

A letra da canção começa fazendo referências à escravidão.

“Navio negreiro da costa dourada. Com destino às plantações de algodão. Vendidos em um mercado em Nova Orleans. O velho escravocrata está se dando bem. Ouça-o chicotear as mulheres por volta da meia-noite”, diz o hit.

As principais críticas, no entanto, incidem sobre o refrão da música, relacionado com a sexualização e estupro de mulheres negras escravas.

“Açúcar mascavo, como é que você tem um gosto tão bom? Açúcar mascavo, como uma jovenzinha deveria ter, uh, oh”

Um artigo da New York Magazine apontou que a canção é “grosseira, sexista e impressionantemente ofensiva para as mulheres negras”. O autor aponta, no entando, que épossível “amar” e odiar a canção ao mesmo tempo.

“Brown Sugar” é bruto, sexista e impressionantemente ofensivo para as mulheres negras. Tem sido chamada de uma das músicas mais desagradáveis, mais controversas e racistas de todos os tempos. Mas não há problema em amar uma música e odiá-la ao mesmo tempo.diz o artigo de Lauretta Charlton.

Como a expressão brown sugar também é usada para designar a droga heroína, críticos também já apontaram que a letra incentiva o uso do entorpecente e o vício em drogas.

Em 1993, no encarte do álbum de compilação Jump Back, o vocalista do Rolling Stones, Mick Jagger, afirmou que a música aplica o termo brown sugar com duplo sentido.

“A letra tem tudo a ver com a combinação dupla de drogas e garotas. Essa música foi uma coisa muito instantânea, um ponto alto definitivo”, afirmou Jagger na época.

Dois anos depois, em 1995, Jagger chegou a dizer à revista Rolling Stone que “agora nunca escreveria essa música”.

“Eu provavelmente me autocensuraria. Pensaria, ‘oh Deus, não posso, tenho que parar’. Deus sabe o que eu queria dizer nesta música. É tanta confusão! Todo tipo de coisa de uma vez”.

Mick Jagger comenta retirada do hit Brown Sugar

Já em 2021, fazendo uma série de shows em lugares como Los Angeles, Las Vegas e Detroit, Mick Jagger comentou que a banda pode voltar a tocar a canção um dia.

“Tocamos ‘Brown Sugar’ todas as noites desde 1970, mas às vezes você pensa, bem, vou tirá-la por enquanto e ver no que dá”, explicou o vocalista. “Talvez voltemos a tocá-la”.

Related posts

Bolsonaro leva Maurício Souza ao cercadinho; atleta cogita ser candidato em 2022

Rafael Bruza

Luiza e Maurílio: shows cancelados devido ao estado de saúde do cantor

Rafaele Oliveira

Auxílio Brasil: governo pede R$ 9,3 bi para substituto do Bolsa Família

Rafaele Oliveira

Leave a Comment