PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política Saúde

Queiroga aponta dedo para repórter da GloboNews: “Povo do mau agouro”

marcelo queiroga passaporte vacian

Nesta quinta-feira (06), o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga participou de um evento na sede da pasta. Na ocasião ele se irritou com jornalistas e, apontando o dedo para uma repórter da GloboNews, disse que os profissionais da empresa são como “Herodes” e ainda “Povo do mau agouro.”

O personagem bíblico Herodes foi um rei tirano que ficou famoso por decretar a matança de crianças, na tentativa de eliminar Jesus Cristo. Ao chamar os jornalistas de Herodes, Queiroga buscava rebater o comentário do colunista da Folha, Marcos Nogueira, que comparou o ministro com o rei assassino, chamando-o de “Queirodes”.

“Isso porque Queiroga está deliberadamente atrasando o início da vacinação contra a covid-19 das crianças entre 5 e 11 anos de idade. Assim como Herodes era pau-mandado de Roma, o ministro segue ordens. Ele tenta lustrar com palavras vazias a inacreditável obsessão do presidente por implodir todos os pilares da civilidade. […] Bolsonaro faz o mal em nome de Jesus, e Queirodes é o seu cúmplice”, escreveu Nogueira.

Marcelo Queiroga rejeita apelido de “Queirodes”

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga rejeita apelido de “Queirodes”. | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
Embora tenha anunciado na última quarta-feira (05) a inclusão das crianças de 5 a 11 anos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já havia aprovado a aplicação do imunizante da Pfizer nessa faixa etária no dia 16 de dezembro. Ou seja, a pasta demorou 3 semanas para liberar a vacinação das crianças.

Queiroga e Bolsonaro tentaram dificultar o início da vacinação de crianças contra a covid-19. O presidente chegou a criticar a Anvisa pela liberação da vacina e afirmou que sua filha Laura, de 11 anos, não será  vacinada.

Sobre a referência à Herodes, Queiroga disse que prefere outro personagem bíblico. “Eu prefiro lembrar de José. José levou Maria a Belém para que ela tivesse seu filho em segurança. E é esse o compromisso do governo Jair Messias Bolsonaro. Compromisso com a segurança da mãe e das nossas crianças que são o futuro do nosso Brasil”, declarou.

Related posts

Apple atinge US$ 3 trilhões em valor de mercado

João Baricatti

Comandante da Marinha usou avião da FAB irregularmente para passar Natal no RJ

Rafael Bruza

Queiroga mente e diz que 4 mil morreram com a vacina; Ministério aponta 11 mortes

Rafael Bruza

Leave a Comment