PORTAL DEMOCRACIA
Jornalismo Manchete Política

Programa de Lacombe na RedeTV! pode sair do ar por baixa audiência e faturamento

programa-de-lacombe-na-redetv-pode-sair-do-ar-por-baixa-audiencia-e-faturamento

O programa “Opinião no Ar”, apresentado pelo jornalista Luís Ernesto Lacombe, corre o disco de sair do ar no final de março por ser pouco rentável e marcar baixos índices de audiência no Ibope, segundo notícia do blog Na Telinha assinada por Thiago Forato e Sandra Nascimento.

Uma das ideias para resolver os problemas de audiência e faturamento, de acordo com a publicação, é transmitir a atração apenas na Internet. Neste caso, Lacombe assumiria também o RedeTV! News.

A equipe do programa vive um clima de expectativa de mudanças, segundo o na Telinha.

Lacombe é considerado apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL) e nos últimos anos levou a seus programas na figuras conhecidas por defenderem o autor Olavo de Carvalho.

O apresentador assumiu o programa na RedeTV!, após deixar o Grupo Bandeirantes, em junho de 2020.

Após a confirmação de que assumiria um programa na emissora, em setembro daquele ano, o apresentador afirmou que se tem posicionamento político, mas não se considera um militante.

“Sou um jornalista posicionado, mas não militante. A diferença é que o militante perde o senso crítico, tem objetivos escusos, aposta num mundo imaginário, é passional. Aquele que se posiciona sem militância trabalha com fatos, tem referências reais e senso crítico preservado. Meu crescimento profissional no último ano e meio se deu exatamente porque a maioria das pessoas demonstra querer um jornalismo posicionado”, afirmou, em 2020.

Sobre a situação atual do “Opinião no Ar”, o próprio Lacombe admitiu recentemente que o programa na RedeTV! não corria como planejado inicialmente.

“Eu gostaria de ter um programa um pouquinho diferente. A gente tá pensando em algumas modificações no programa diário, eu gostaria de ter um programa um pouco mais movimentado”, afirmou o apresentador ao Flow Podcast.

O apresentador também sugeriu que sofreu censuras na emissora.

“Se você é ligado a um veículo tradicional de comunicação, você não tem total liberdade. Eu preciso medir mais minhas palavras. Neste sentido, eu gostaria de ter mais liberdade de falar e de tratar todos os assuntos sem ficar me policiando ou censura. São ossos do ofício, preciso entender”, afirmou.

Related posts

Colunista da Record viraliza com pegadinha sobre ’10 motivos para apoiar a reeleição de Bolsonaro’

Rafael Bruza

Finlandês explode carro da Tesla com 30kg de dinamite para não ter que trocar bateria

Rafael Bruza

Comentarista da Jovem Pan é exonerado da Alesp e vira alvo do MP por comentário antissemita

Rafael Bruza

Leave a Comment