PORTAL DEMOCRACIA
Brasil Manchete Pandemia Saúde

Primeira criança vacinada contra a covid-19 é indígena e tem 8 anos

primeira criança vacinada

Em um evento simbólico para inaugurar a imunização de crianças entre 5 e 11 anos, organizado pelo governo de São Paulo no Hospital das Clínicas, o indígena Davi Seremramiwe Xavante, de 8 anos, foi o primeiro a ser vacinado contra a covid-19 no Brasil.

Davi é da etnia xavante e mora em Piracicaba, município localizado no interior de São Paulo. Segundo informações, o menino possui uma doença motora rara e faz tratamento no Hospital das Clínicas. A vacina foi aplicada no início da tarde desta sexta-feira (14) e contou com a participação do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que compartilhou fotos do momento em seu perfil no Twitter.

O pai de Davi, que acompanhou a cerimônia de forma virtual, comemorou a conquista. “Agradeço a compreensão, visibilidade e diálogo com a questão indígena no estado de SP. […] Com certeza a nova geração estará segura quando as aulas voltarem. Elas estarão com saúde e brincando”, disse o cacique Xavante Jurandir Seremramiwe.

Além de Davi, outras crianças foram vacinadas hoje (14), em evento simbólico

Outras dez crianças foram vacinadas contra a covid-19, além de Davi, no evento realizado no Hospital das Clínicas, na Zona Oeste de São Paulo. Todas elas têm algum tipo de comorbidade ou deficiência e foram imunizadas pela enfermeira Jéssica Pires de Camargo, que também vacinou Mônica Calazans, primeira pessoa a ser imunizada contra a covid-19 no Brasil.

Em São Paulo, a vacina das crianças entre 5 e 11 anos começará a ser aplicada a partir de segunda (17). O pré-cadastro para a vacinação desse público foi liberado na última quarta-feira (12). O primeiro lote dos imunizantes chegou ao Brasil na madrugada da última quinta-feira (13) para ser distribuído aos estados.

Vacinação em crianças

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil receberá ainda neste mês 4,3 milhões de doses da vacina infantil. A previsão para fevereiro é de mais 7,2 milhões e, em março, 8,4 milhões. Dessa forma, o Brasil deve receber, até o final do primeiro trimestre, cerca de 20 milhões de doses.

Conforme já divulgado, a vacinação das crianças vai acontecer de forma decrescente e priorizará grupos com deficiência permanente ou comorbidades, além das crianças que vivem no lar com pessoas com alto risco de evolução grave de covid-19. As crianças sem comorbidades receberão o imunizante por faixa etária, primeiro as de 10 a 11 anos, seguidas pelas de 8 a 9, 6 a 7 e as de 5 anos serão as últimas a serem vacinadas.

Related posts

Filhos de Flordelis são condenados por assassinato de ex-marido da deputada

João Baricatti

Aras abriu investigação preliminar contra Bolsonaro para dizer que não prevaricou, avalia jurista

Rafael Bruza

Lula: “Se o Daniel Ortega prendeu a oposição, como fizeram comigo no Brasil, ele está totalmente errado”

Rafael Bruza

Leave a Comment