PORTAL DEMOCRACIA
Brasil

Policial tortura homem negro obrigando-o a correr algemado em moto da PM

policial-tortura-homem-negro-obrigando-o-a-correr-algemado-em-moto-da-pm

Um vídeo gravado na tarde desta terça-feira (30) flagrou um homem negro correndo atrás de uma moto da Polícia Militar de São Paulo, após ter sido algemado ao veículo por um policial. As imagens foram registradas na avenida Professor Luiz Ignácio Anhaia Mello, localizada na zona leste de São Paulo.

Nas cenas, é possível ver que o agente chega a acelerar a moto, enquanto o rapaz negro – que não foi identificado – se esforça para acompanhar o veículo.

A gravação também mostra pessoas por trás da câmera rindo e fazendo deboche da situação.

“Olha, algemou e está andando igual a um escravo. Vai roubar mais agora?”, questiona uma pessoa no local.

Procurada pelo portal UOL (Grupo Folha), a Polícia Militar afirmou que “imediatamente após tomar ciência das imagens, determinou a instauração de um inquérito policial militar” para investigar a conduta do policial, que também não teve identidade revelada e foi afastado do serviço depois da publicação das imagens.

“A Polícia Militar repudia tal ato e reafirma o seu compromisso de proteger as pessoas, combater o crime e respeitar as leis, sendo implacável contra pontuais desvios de conduta”, concluiu nota da corporação, que não comentou a situação do homem que aparece nas imagens gravadas. Até o momento, não há informações sobre sua identidade ou de crimes que possa ter cometido.

Em seu artigo 2º, a Convenção Interamericana para prevenir e punir a tortura – que foi criada em 1985 e ratificada pelo Brasil em 1989 – define o conceito de tortura como todos os atos pelos quais “são infligidos intencionalmente a uma pessoa penas ou sofrimentos físicos ou mentais, com fins de investigação criminal, como meio de intimidação ou castigo pessoal, como medida preventiva ou com qualquer outro fim”.

A PM não informou por qual motivo o agente algemou o homem negro na moto, tampouco revelou a identidade do policial responsável pelo crime.

Nas redes sociais, políticos e internautas criticaram e denunciaram o episódio. O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) afirmou que o caso é inaceitável.

“Um homem negro algemado à moto de um policial. Não é um caso isolado. É padrão contra negros e pobres. A PM jamais faria isso com suspeitos ricos e brancos. O Estado ignora, marginaliza e depois mata para se isentar de mudar trajetórias de vida que ele mesmo cria. Inaceitável!”

Internautas também associaram a conduta do policial à tortura.

“O vídeo mostra o Estado, através da força policial de SP, torturando um homem negro. Tortura no país é crime! Ainda viemos a barbárie, ainda estamos no ‘Brasil colônia’, onde o capitão do mato protege os senhores e maltrata os negros”, afirma o cineasta e ator, Rodrigo França.

Related posts

Balsas de garimpo ilegal expressam a conivência de Bolsonaro com o crime ambiental, diz Marina

Rafael Bruza

Família de Moïse diz ter sido intimidada por dois policiais militares

Rafael Bruza

Moraes ordena que Bolsonaro explique críticas à Lula na TV Brasil

Rafaele Oliveira

Leave a Comment