PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Polícia Federal cumpre mandados contra Cid e Ciro Gomes por suspeita de fraudes e propina

policia-federal-cumpre-mandados-contra-cid-e-ciro-gomes-por-suspeita-de-fraudes-e-propina

A Polícia Federal realizou nesta quarta-feira (15) uma operação contra suposto esquema de fraudes, exigências e pagamentos de propinas a agentes políticos e servidores públicos decorrentes de procedimento de licitação para obras no estádio Castelão, em Fortaleza (CE), entre os anos de 2010 e 2013. Entre os alvos estão o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), que é pré-candidato à Presidência da República, e seu irmão, o também ex-governador do Ceará e senador, Cid Gomes.

A informação é da coluna Radar, na revista Veja.

São 14 mandados de busca e apreensão expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal, cumpridos por 80 policiais federais em endereços de Fortaleza (CE), Meruoca (CE), Juazeiro do Norte (CE), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e São Luís (MA). As buscas visam apreender mídias digitais, aparelhos celulares e documentos.

“As investigações tiveram início no ano de 2017, sendo identificados indícios de esquema criminoso envolvendo pagamentos de propinas para que uma empresa obtivesse êxito no processo licitatório da Arena Castelão e, posteriormente, na fase de execução contratual, recebesse valores devidos pelo Governo do Estado do Ceará ao longo da execução da obra de reforma, ampliação, adequação, operação e manutenção do Estádio Castelão. Apurou-se indícios de pagamentos de 11 milhões de reais em propinas diretamente em dinheiro ou disfarçadas de doações eleitorais, com emissões de notas fiscais fraudulentas por empresas fantasmas”, diz a PF.

A operação da PF trabalha com a suspeita de crimes como lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, associação criminosa, corrupção ativa e passiva.

Na decisão de 92 páginas que autoriza a Polícia Federal a cumprir mandados de busca, o juiz Danilo Dias Vasconcelos de Almeida afirma que os irmãos Gomes receberam propinas de empresários da Galvão Engenharia.

“Os empresários (da Galvão Engenharia) realizaram/promoveram pagamentos sistemáticos de propinas, muitas vezes disfarçadas de doações eleitorais, ao então Governador do Estado do Ceará, CIO FERREIRA GOMES, e a seus irmãos CIRO FERREIRA GOMES e LÚCIO FERREIRA GOMES, para viabilizar/agilizar pagamentos de obras e serviços de engenharia contratados pelo Governo do Estado do Ceará com a empresa, bem como, previamente, para garantir a vitória da Construtora nos correlatos procedimentos licitatórios, mediante o pagamento de propinas aos advogados que ocuparam sucessivamente o cargo de Procurador Geral do Estado do Ceará — PGE à época dos fatos, FERNANDO ANTONIO OLIVEIRA e JOSÉ LEITE JUCÁ FILHO, tendo ambos funcionado no certame licitatório da Arena Castelão, figurando seguidamente como presidentes da Comissão Central de Concorrências do Estado do Ceará onde tramitou o certame”, registra a decisão.

Ciro Gomes foi governador do Ceará de 1991 a 1994. Já Cid Gomes governou o Estado entre 2011 e 2015.

Related posts

Relatório de Renan Calheiros gera briga em grupo de Whatsapp da CPI da Covid

Rafael Bruza

Comitê científico libera Carnaval no Rio de Janeiro e blocos comemoram

Rafael Bruza

Ala do PT lança manifesto contra aliança de Lula com Alckmin

Rafael Bruza

Leave a Comment