PORTAL DEMOCRACIA
Jornalismo Manchete Pandemia Saúde

Pedido de prisão de William Bonner por incentivo à vacinação é negado

william bonner

Uma ação que pedia a prisão do jornalista e apresentador William Bonner foi negada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, no último domingo (16). O motivo do pedido da prisão era por Bonner incentivar a vacinação contra a covid-19 em crianças e adolescentes. As informações são da colunista Monica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo apurado pela jornalista, o ex-juiz Wilson Issao Koressawa, subscritor da ação, acusou William Bonner de participar de uma suposta organização criminosa, que objetivava ampliar o acesso da população a informações sobre os impactos positivos da vacina no combate à pandemia.

Sem nenhuma prova, Koressawa afirmou que Bonner “comete crimes de indução de pessoas ao suicídio, provocar epidemia e ‘envenenar água potável, de uso comum ou particular, ou substância alimentícia ou medicinal destinada a consumo'”.

Além disso, na ação, o ex-juiz, que se apresenta como ex-oficial de Justiça e promotor de Justiça aposentado, pediu que Bonner fosse proibido de “incentivar a vacinação obrigatória de crianças e adolescentes e a exigência de passaporte sanitário”.

Koressawa chegou a concorrer para deputado do Distrito Federal em 2002, pelo Partido Social Democrático (PSD), e teve sua candidatura indeferida para o mesmo cargo em 2006, quando era filiado ao Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).

William Bonner tem pedido de prisão por incentivo à vacinação rejeitado

A juíza Gláucia Falsarella Pereira Foley classificou o pedido de prisão como “descabido”, dizendo ainda que a iniciativa tenta reproduzir teorias conspiratórias, que ela chama de “delírios negacionistas”, sem qualquer lastro científico ou jurídico.

Foley explicou à colunista que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) entende que o exercício da liberdade de imprensa assegura a William Bonner o direito de proferir críticas. “Para Eugênio Bucci, a liberdade de informação é direito do cidadão e dever da imprensa”, afirmou a magistrada.

William Bonner não se pronunciou sobre o caso. No entanto, na noite de domingo (16), mesmo dia em que a ação que pedia a sua prisão foi negada, o apresentador publicou uma misteriosa foto em seu perfil no Instagram. Na imagem em preto e branco, o jornalista aparece com olhos arregalados, em expressão de espanto.

A postagem de William Bonner foi encarada com tom de deboche por alguns internautas. Muitos comentaram que o pedido da prisão era uma piada. Um seguidor disse que “já tinha visto de tudo, menos pedir a prisão de um repórter que fala a verdade e é pela ciência.”

Related posts

Affonso Celso Pastore vai assessorar Moro para 2022

João Baricatti

Defesa Civil confirma passagem de um tornado em Santa Catarina

Rafaele Oliveira

Elizabeth Holmes, fundadora da Theranos, é declarada culpada de fraude

Rafaele Oliveira

Leave a Comment