PORTAL DEMOCRACIA
Europa Manchete

Ômicron: variante foi detectada primeiro na Europa antes da África do Sul

ômicron pfizer vacina taxa de transmissão

Foi divulgado, na tarde da última terça-feira (30), que autoridades de saúde da Holanda, país europeu, detectaram que a Ômicron, nova variante do coronavírus, já estava presente no país antes de ser detectada na África do Sul e ser considerado um motivo de preocupação pela Organização Mundial da Saúde, a OMS.

De acordo com o que foi divulgado, a Holanda tinha identificados dois casos da variante, um no dia 19 e outro no dia 23 de novembro, dias antes da África do Sul identificar a nova cepa e alertar a OMS. Ainda não se sabe se as duas pessoas que testaram positivo para a nova variante tiveram passagem pela África do Sul. O primeiro caso detectado no país africano aconteceu no dia 9 de novembro, mas a confirmação de que se tratava de uma nova variante só veio no fim do mês.

omicron europa africa
Nova variante foi detectada na Holanda (Imagem: GETTY IMAGES)

Essa informação vai contra a noção de que o Ômicron surgiu no continente africano, mostrando que, não adianta isolar o continente, como está acontecendo nesse momento. O isolamento aconteceu depois que cientistas da África do Sul descobriram a variante e alertaram a OMS, o que causou uma reação exagerada de outras nações.

Segundo o Instituto Nacional para a Saúde Pública da Holanda, no dia 26 de novembro, 14 viajantes que desembarcam na Holanda vindo de voos de Joanesburgo e da Cidade do Cabo testaram positivo para Ômicron.

Ômicron causou restrição de voos

A restrição de voos foi anunciada no mesmo dia em que a OMS notificou o mundo sobre a nova variante. Os Estados Unidos vetou voos de África do Sul, Botsuana, Essuatini, Lesoto, Moçambique, Namíbia, Zimbábue e Malauí. Por mais que a restrição tenha começado nessa segunda-feira (29), ela não vale para cidadãos e residentes dos Estados Unidos.

Eric Mamer, porta-voz da Comissão Europeia, anunciou na última sexta-feira (26), que os diretores de saúde de todos os 27 Estados da União Europeia concordaram em iniciar restrições de viagens de África do Sul, Botsuana, Essuatini, Lesoto, Moçambique, Namíbia e Zimbábue. O Reino Unido também restringiu voos desses países.

Related posts

Sérgio Cabral: STF anula condenação do ex-governador do RJ

João Baricatti

Bolsonaro diz que vai aos debates de 2022

João Baricatti

Anvisa adia decisão sobre autotestes de Covid

João Baricatti

Leave a Comment