PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Pandemia

Ômicron: Reino Unido registra primeira morte causa pela variante

ômicron pfizer vacina taxa de transmissão

O Reino Unido confirmou, nessa segunda-feira (13), que registrou o primeiro caso de morte causado pela nova variante do Coronavírus, o Ômicron. A informação foi divulgada pelo atual primeiro-ministro britânico, Boris Johnson. Esse é o primeiro registro de uma morte causada pela variante em todo o mundo.

“Infelizmente a Ômicron está gerando hospitalizações e, tristemente, pelo menos um paciente morreu com Ômicron, confirmado”, afirmou Johnson durante uma visita a uma clínica de vacinação no Reino Unido. Ele ainda pediu para que as pessoas parassem de associar a ideia de que o Ômicron é uma espécie de “covid mais leve”: “Então, acho que a ideia de que esta é de alguma forma uma versão mais branda do vírus, acho que é algo que precisamos deixar de lado e apenas reconhecer o simples ritmo com que ele se acelera pela população.”.

ômicron boris johnson reino unido
Boris Johnson confirmou o primeiro caso de morte por causa do Ômicron (Imagem: Getty Images)

No último domingo (12), o premiê britânico estabeleceu uma nova meta para vacinação: até o final do mês, todos os adultos da Inglaterra devem tomar sua dose de reforço. Segundo a BBC, o site do NHS, o equivalente ao SUS do Reino Unido, saiu do ar depois que mais de 100 mil pessoas tentaram marcar um dia para tomar a dose de reforço.

Três doses da Pfizer combatem o Ômicron

Segundo a Pfizer-BioNTech, empresa farmacêutica que fabrica imunizantes contra Covid-19, três doses da sua vacina são o suficiente para proteger totalmente contra a doença. Mesmo com essa informação sendo extremamente positiva, a fabricante também informou que apenas duas doses da vacina não garantem proteção total.

De acordo com a fabricante, tomar três doses da vacina resulta em um grande aumento de anticorpos que neutralizam a doença. As três doses estariam para a Ômicron como duas estavam para variantes anteriores, como a Delta. Ainda segundo a Pfizer, o grupo de pacientes que recebeu apenas duas doses da vacina apresentou uma eficácia 25 vezes menor contra a nova variante, indicando que a terceira dose realmente aumenta a imunidade contra a nova cepa.

 

 

 

Related posts

Ex-goleiro Marcos contesta vacinação em crianças: “Quem se responsabiliza?

Rafael Bruza

Bolsonaro ironiza acidente em SP: “transposição do Tietê”

João Baricatti

Jovem Pan está atrás de um comentarista de esquerda e contratou…. Ricardo Salles

Rafael Bruza

Leave a Comment