PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Pandemia Saúde

Ômicron: EUA vai ampliar a vacinação para barrar nova variante

rússia joe biden eua estados unidos

Foi anunciado na manhã dessa terça-feira (21), pela Casa Branca, novas medidas e atitudes que os EUA deve tomar para conter o avanço da nova variante do Coronavírus, a Ômicron. Algumas das medidas são: compra de meio bilhão de testes rápidos, apoio de militares e envio de equipamentos para os estados de Arizona, Indiana, Michigan, New Hampshire, Vermont e Wisconsin e a ampliação dos locais de aplicação (postos) da vacina contra Covid-19.

A medida foi apresentada pelo atual Presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden. Além de apresentar as medidas, o presidente fez questão de ressaltar que aqueles que não se vacinam colocam em risco não só eles, mas também as pessoas próximas: “Se você não está totalmente vacinado, tem um bom motivo para se preocupar”.

ômicron covid
Joe Biden anunciou novas medidas para conter a nova variante (Imagem: Reprodução)

Atualmente, a Ômicron é responsável por 76% de todos os casos no país. Chega a ser assustador o salto que a variante deu, visto que foi detectada há um mês. Na semana passada, os casos causados pela doença representavam apenas 2,9% dos infectados.

As medidas do governo para combater a Ômicron

O plano anunciado por Biden conta com 3 frentes que devem ser os principais eixos da ação:

  • aumentar o apoio federal a hospitais
  • ampliar o acesso dos americanos a testes grátis
  • expandir o número de centros de vacinação contra a Covid-19

O governo já enviou ventiladores para estados como Indiana, Maine, Michigan e New Hampshire e quadruplicou o número de locais de testagem gratuita em todo o país. A ideia é que esse número aumente ainda mais, já que uma das estratégias será o de altos indicies de testagem.

Os 500 milhões de testes rápidos poderão ser solicitados por um site. Eles terão envio gratuito e devem começar a ser entregues em janeiro de 2022.

Ainda durante a coletiva de anúncio, foi falado sobre a importância das vacinas: “(As vacinas) são as ferramentas mais poderosas que temos — elas funcionam para proteger as pessoas de doenças graves e da morte, e as doses de reforço fornecem proteção ideal às pessoas” e completam: “Embora os casos entre indivíduos vacinados provavelmente aumentem devido à ômicron, mais transmissível, as evidências até o momento são de que seus casos provavelmente serão leves (…) Por outro lado, indivíduos não vacinados têm alto risco de contrair a Covid-19, adoecer gravemente e até morrer”, afirmou o governo americano.

Atualmente, 73% dos adultos americanos estão vacinados e, em média, 1 milhão de doses de reforço são aplicadas diariamente.

Related posts

Atriz cancela peça em teatro que fez talk-show com Sergio Moro

Rafael Bruza

Alec Baldwin pede arquivamento de processo civil por tiro em set

João Baricatti

Prefeita de Ubatuba nega ataques de tubarão na região

João Baricatti

Leave a Comment