PORTAL DEMOCRACIA
Manchete

Obra do metrô é invadida por esgoto após acidente

tiete obra marginal acidente metrô

Por volta das 9 horas da manhã desta terça-feira (1) uma cratera se abriu na Marginal Tietê. O acidente aconteceu depois do asfalto ter cedido ao lado de uma obra da Linha 6-Laranja do metrô, na Marginal Tietê, na Freguesia do Ó, na Zona Norte de São Paulo. Por enquanto, o acidente não deixou feridos. Dois funcionários da obra que tiveram contato com a água que acabou jorrando do acidente, mas eles já foram socorridos pelos bombeiros.

O desmoronamento aconteceu pouco antes da Ponte do Piqueri, no sentido Ayrton Senna, ao lado de um poço cavado construído entre as futuras estações Santa Marina e Freguesia do Ó. O buraco (que já era grande) foi aumento ao longo da manhã e começo da tarde.

Segundo José Galli, atual secretário dos Transportes Metropolitanos de SP, o acidente aconteceu por causa do vazamento de uma galeria de esgoto. Ainda de acordo com Galli, o solo da região não teria o peso da galeria e acabou cedendo. Mesmo com essa explicação, uma auditoria será aberta para investigar possíveis causas do acidente. O secretário descarta que o “tatuzão”, máquina responsável por cavar o túnel do metrô, tenha atingido a tubulação.

Houve o rompimento da galeria [de esgoto] que passa no sentido transversal ao túnel e houve o início de vazamento às 8h21. O solo não aguentou. A tuneladora passava a 3 metros dessa galeria, portanto não houve um impacto da tuneladora com a galeria”, disse Galli.

Abaixo você pode conferir um vídeo dos túneis sendo invadidos pelo esgoto:

Primeira hipótese era de que tatuzão teria causado o acidente

tatuzão linha 6 metrô obra acidente
Tatuzão da Linha 6 – Laranja (Imagem: Reprodução/ Flickr/ Governo do Estado de SP)

A primeira hipótese do Corpo de Bombeiros é de que o tatuzão teria sido o catalizador do acidente. A máquina teria rompido uma adutora e, consequentemente, alagado a galeria. Mas segundo as informações mais precisas de Galli, o tatuzão teria passado três metrôs abaixo da galeria, fazendo com que fosse impossível o encontro com a adutora.

Mas de alguma maneira houve o rompimento e esse problema tem que ser investigado“, informou o secretário, que completou: “Estamos providenciando uma auditoria para identificar exatamente o que ocorreu e os responsáveis para que a gente adote as medidas cabíveis“.

Related posts

Em vídeo, biblioteca falsa de desembargador do Amazonas cai durante sessão

Rafaele Oliveira

Geraldo Alckmin deixa o PSDB após mais de 33 anos no partido

Rafaele Oliveira

Eduardo Leite pediu para Doria adiar início da vacinação em SP

João Baricatti

Leave a Comment