PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Pandemia Política

Ninguém tem a menor ideia da dimensão da nova onda de covid, alerta Miguel Nicolelis

ninguem-tem-a-menor-ideia-da-dimensao-da-nova-onda-de-covid-alerta-miguel-nicolelis

O médico e neurocientista Miguel Nicolelis vem usando seu perfil de Twitter nos últimos dias para alertar sobre a “terceira onda” da covid-19 no Brasil. Em publicação feita nesta terça-feira (04), Nicolelis afirma que “ninguém tem a menor ideia” da dimensão da nova onda por conta da ausência de plano de testagem em massa, da falta de dados confiáveis por parte de governos e da atual postura da imprensa.

“Brasil está claramente enfrentando uma nova onda de covid-19, mas ninguém tem a menor ideia da sua dimensão real porque não se testa, não se registram dados confiáveis e mídia tirou a pandemia da pauta. Vivemos de relatos esporádicos e anedotas. Mas é evidente que a terceira onda chegou!”, afirma Nicolelis.

Em agosto de 2021, quase um ano e meio após o início da pandemia, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga anunciou um plano de testagem em massa no país com apoio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O plano era testar 26,6 milhões de pessoas por mês, mas a proposta nunca saiu do papel.,

Sem testagem em massa, estudos e especialistas sempre alertaram que os casos e mortes por covid-19 no Brasil são subofiticados.

Sobre a ausência de “dados confiáveis” citada por Nicolelis: o Brasil vive um apagão de informações sobre a pandemia desde o dia 10 de dezembro, quando sistemas e plataformas do Ministério da Saúde foram invadidos em um ataque hacker.

Os problemas criados ainda não foram totalmente solucionados. Com isto, ocorrem falhas na divulgação de dados relacionados à covid – como número de casos, óbitos e variação de médias de transmisão e mortos.

Nicolelis alerta para situação de outros países

Em outras publicações, Miguel Nicolelis comenta a atual situação de outros países para alertar sobre a nova “emergência” no Brasil.

“Sistemas de saúde do Reino Unido claramente a beira do colapso. EUA caminhando para o mesmo estado. Mas aqui no Brasil ninguém quer soar o alarme da tsunami!!! Viramos uma ilha de negacionismo, onde não falar do assunto parece ser a solução encontrada para se livrar do problema!”, afirmou Nicolelis, em publicação.

Em outro tuíte, ele clama para que brasileiros percebam a urgência da situação.

“Argentina chega a 81 mil casos/24h França, Itália, Espanha todas batendo recordes de novos casos em 24h! Quando vamos apertar o botão EMERGÊNCIA no Brasil? Quando for tarde demais?”, questiona o neurocientista.

Nesta terça-feira (04), o mundo registrou um recorde de 2,4 milhões de novos casos de covid-19 nas 24 horas anteriores.

O índice foi impulsionado principalmente pelos Estados Unidos, que pela primeira vez desde o início da pandemia registrou mais de 1 milhão de infectados em 24 horas.

As informações são do “Our World in Data”, projeto ligado à Universidade de Oxford.

Related posts

Maurício Souza é demitido do Minas; técnico da seleção se posiciona

João Baricatti

Doria assina decreto que obriga servidor estadual de SP a comprovar vacinação

Rafael Bruza

Coach Pablo Marçal rebate críticas: “Bombeiros acionados por precaução”

Rafaele Oliveira

Leave a Comment