PORTAL DEMOCRACIA
Cultura Manchete Política

“Não olhe para cima”: personagens são comparados a figuras brasileiras

não olhe para cima

O novo sucesso da Netflix, Não olhe para cima (Don’t Look Up, no original), lançado na última sexta-feira (24), tem dado o que falar. O filme aborda de forma cômica uma iminente catástrofe, depois que um enorme cometa vindo em direção à terra é descoberto. Um dos pontos altos do longa é a luta dos cientistas contra o negacionismo. E é aqui que começam as comparações dos personagens ficcionais com figuras reais brasileiras.

Não olhe para cima (2021)

No filme de Adam McKay, dois astrônomos descobrem um cometa mortal que deverá colidir com a terra em aproximadamente 6 meses. Após a descoberta, os personagens de Leonardo DiCaprio e Jennifer Lawrence partem em uma missão, cujo objetivo é alertar a humanidade, especialmente as autoridades, a fim de iniciar um plano para evitar a destruição do planeta Terra.

Ao lado do Dr. Clayton “Teddy” Oglethorpe (Rob Morgan), os protagonistas procuram a presidente dos Estados Unidos, interpretada pela atriz Meryl Streep, que se mostra mais preocupada com a sua imagem no período que antecede as eleições, do que com a iminente tragédia. Pouco tempo depois de aprovado um plano para conter a catástrofe, a presidente volta atrás, após descobrirem que o cometa pode conter metais preciosos e lucrativos para uma grande empresa de tecnologia, cujo dono é patrocinador de sua campanha.

Dessa forma, ao longo do filme, os cientistas precisam lutar contra o negacionismo, fake news, desinformação, corrupção e muito mais. Até mesmo quando o cometa já está visível a olho nu, a equipe de políticos lança a campanha Não olhe para cima, com o objetivo de desacreditar a equipe científica.

Personagens do filme “Não olhe para cima” são comparados a personalidades brasileiras

não olhe para cima
Filme “Não olhe para cima” (2021). | Foto: Netflix

Jair Bolsonaro – Presidente Orlean (Meryl Streep)

Nas redes sociais, o enredo do filme vem sendo comparado com o atual contexto político brasileiro. O presidente Jair Bolsonaro (PL) é associado à figura de Meryl Streep, principalmente em sua trajetória negacionista desde o início da pandemia de covid-19. Memes com a comparação é que não faltam. Veja algumas:

Carlos Bolsonaro – Chefe de Gabinete Jason Orlean (Jonah Hill)

Outra comparação feita é a do filho do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro, com o Chefe de Gabinete e também filho da presidente, o incompetente Jason Orlean, interpretado no filme pelo ator Jonah Hill. Junto com a sua mãe, Jason nega a gravidade da situação exposta pelos cientistas.

Natalia Pasternak – Cientista Kate Dibiasky (Jennifer Lawrence)

A cientista Kate Dibiasky (Jennifer Lawrence) responsável pela descoberta do cometa, que acaba levando o seu nome, tem sido comparada à microbiologista Natalia Pasternak, que teve parte importante na divulgação da seriedade do novo coronavírus e nas medidas para conter o seu avanço.

Em uma das cenas de Não olhe para cima, Dibiasky vai a um programa de televisão tentar alertar sobre a chegada do cometa. Ao ver o assunto sendo tratado com humor e leveza inapropriados, a cientista esbraveja, virando meme nas redes sociais.

O momento está sendo comparado com a participação de Pasternak no Jornal da Cultura, no ano passado, quando ela criticou justamente o “humor” e a “leveza” com que muitos tratavam a pandemia. “Tem gente morrendo. Não tem humor, não tem leveza. Eu não tenho que pedir permissão do outro pra dizer pra ele que ele tem que usar máscara, pra ele fazer a coisa certa, pra ele tomar vergonha nessa cara que ele vai matar alguém”, disse a fundadora do Instituto Questão de Ciência, na época.

A semelhança entre as falas de Pasternak e da protagonista interpretada por Lawrence é tão grande que a própria microbiologista compartilhou o vídeo de 2020 em suas redes, marcando o diretor do filme e o ator Leonardo DiCaprio e comentando sobre como Não olhe para cima se encaixa na realidade do Brasil.

“Caros Adam McKey (@GhostPanther) e Leonardo DiCaprio (@LeoDiCaprio), obrigada pelo ótimo filme. Não consegui marcar Jennifer Lawrence no post. Não sei se vocês sabem, mas o filme se encaixa perfeitamente ao cenário do Brasil. Essa sou eu em um noticiário, no ano passado, comentando uma reportagem sobre tratar o descrédito à ciência de forma branda e humorada”, escreveu, ao publicar o vídeo.

Internautas também apontaram a semelhança entre Natalia Pasternak e a Cientista Kate Dibiasky (Jennifer Lawrence):

Atila Iamarino – Dr. Randall Mindy (Leonardo DiCaprio)

O protagonista interpretado por Leonardo DiCaprio, o doutor Randall Mindy chegou a ser comparado com o biólogo e pesquisador Atila Iamarino, famoso defensor da ciência. No entanto, em seu perfil no Twitter, Atila discordou da comparação, apontando o epidemiologista britânico Neil Ferguson como mais apropriado.

As comparações não pararam por aí. Ainda há o empresário Peter Isherwell (Mark Rylance), CEO da empresa de tecnologia BASH que está sendo comparado com Luciano Hang, o “velho da Havan”; o militar Benedict Drask (Ron Perlman) com General Heleno – e também com Pazuello e muitos outros paralelos feitos. Veja:

Related posts

Bob Saget, de “Três é demais”, morreu por traumatismo craniano

Rafaele Oliveira

Apple atinge US$ 3 trilhões em valor de mercado

João Baricatti

Flávio Bolsonaro: “Qualquer estagiário arquivaria o relatório da CPI”

João Baricatti

Leave a Comment