PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Pandemia Política

Mulher se infiltra em protesto bolsonarista, pega microfone e faz discurso contra Bolsonaro: “Tomem vacina”

mulher-se-infiltra-em-ato-bolsonarista-pega-o-microfone-e-faz-discurso-contra-bolsonaro-tomem-vacina

A técnica em enfermagem Mirian dos Santos, de 55 anos, protagonizou uma cena inusitada na Praça da Independência, em Santos, litoral de São Paulo. Após se revoltar com o discurso de manifestantes bolsonaristas que faziam protesto no local, a moradora vestiu roupa verde e amarela fingindo ser defensora de Jair Bolsonaro, entrou no protesto, pegou o microfone com autorização dos organizadores e mandou todas as pessoas presentes usarem máscara e se vacinarem.

“Ele (Bolsonaro) perguntou quem viu alguém morrer de covid. Eu vi. (Foram) vários colegas meus. Eu fiquei 21 dias na UTI com edema pulmonar. Então, quando o seu direito de tirar a máscara compromete a vida dos outros, você tá errado.”, afirmou a técnica de enfermagem no protesto.

Na sequência, é possível ouvir pessoas aplaudindo a declaração.

“Maravilhosa!”, exclama uma mulher não identificada no vídeo.

Pouco a pouco, porém, bolsonaristas foram percebendo que a mulher estava discursando contra Jair Bolsonaro.

“Na nossa saúde, foram mais de 600 mil mortes (na pandemia)”, continou Mirian, no discurso. “Eu conheço sim (pessoas que morreram de covid) e eu me sinto ofendida como profissional de saúde quando desmentem a gravidade do Covid. Quando as pessoas vêm aqui e fazem piadas homofóbicas, elas estão ofendendo muita gente. Não quer tomar vacina? Coloca minha vida, a dele, a de todo mundo em risco. Se é democracia, me deixa falar”, afirmou Mirian já respondendo críticas de bolsonaristas que perceberam o teor de seu discurso.

O vídeo da cena viralizou nas redes sociais após ser compartilhado pelo filho da técnica de enfermagem, Matheus Ramos Dias, de 26 anos.

Em uma conversa por áudio, também publicada por Matheus, Mirian dos Santos relata que criticou o presidente Jair Bolsonaro no protesto bolsonarista e foi retirada do local pela polícia sem violência.

“Eles arrancaram o microfone da minha mão, eu fui retirada de lá pela polícia”, afirmou. “Eu desmenti eles de tudo, mandei o pessoal tomar vacina e falei para todo mundo usar máscara. Falei que o Bolsonaro é um psicopata”, afirma Mirian no áudio, dando risada. “Aí eles ficaram sem ação. Aí um velho disse para mim: ‘eu não uso máscara’. E eu disse: ‘vai morrer, velho idiota’”.

Ao portal G1 (Grupo Globo), Miriam relata que estava almoçando quando escutou os discursos do protesto bolsonarista e resolveu se posicionar.

“Eles fazem esse protesto quase que todo domingo, sempre fazendo alegações que não condizem com a ciência, e incentivam a automedicação na pandemia. Aí hoje estavam falando que eram contra a apresentação da carteira de vacina para viajar. Aí peguei e coloquei uma camiseta verde e um chinelo amarelo, só para poder chegar até eles”, afirma.

Ela conta ainda que se aproximou de um dos apoiadores do presidente que estava com o microfone, pediu para falar depois dele e recebeu a autorização.

Related posts

Cidade Argentina é invadida por besouros

João Baricatti

Twitter suspende conta de Luciano Hang

Rafael Bruza

Québec proíbe álcool e maconha para não vacinados: Busca pelo imunizante sobe 300%

Rafael Bruza

Leave a Comment