PORTAL DEMOCRACIA
Brasil Manchete Política

Mourão diz que governo não alterou ENEM

mourão enem

Na manhã dessa terça-feira (16), o presidente em exercício, General Hamilton Mourão (PRTB), afirmou que o governo não fez nenhuma alteração na prova do ENEM, que acontece nos dias 21 e 28 de novembro. O pronunciamento do vice acontece depois que Jair Bolsonaro (Sem partido), disse nessa segunda-feira (15), que, a partir do exame desse ano, as questões da prova começaram a ter cara do governo.

De acordo com Mourão, essas são ideias do presidente, mas não correspondem com o que de fato é a prova, já que eles se baseiam em uma banco de questões de anos. Confira a fala do general: “O presidente fez menção simplesmente a algo que é ideia dele. Ele tem liberdade para isso. O Enem está baseado em um banco de dados que foi construído há muito tempo. As questões não estão variando. O governo não mexeu em nenhuma questão do Enem. Questões são feitas de acordo com a metodologia do Inep”

mourão enem
Hamilton Mourão afirmou que o governou não modificou o ENEM (Foto: Reprodução)

Em seguida, ele foi questionado pelos jornalistas presentes se a fala de Bolsonaro causou algum atrito entre eles: “Vamos baixar a bolinha, né? Vocês conhecem o presidente. Ele tem a maneira de se manifestar. Eu não vou ficar aqui tecendo crítica ao presidente até porque eu sou vice dele. Eu já falei isso para vocês várias vezes. Então, essa pergunta não cabe”, afirmou.

Ministro da Educação afirma que não existiu interferência

Milton Ribeiro, Ministro da Educação, também afirmou que não houve nenhuma interferência do governo no exame. Segundo Milton, a recente onda de pedidos de demissão não foi por causa de interferência, mas pelo falta do pagamento de gratificações. De acordo com alguns funcionários, existia sim uma pressão ideológica durante a formulação do exame.

O que acontece é o seguinte: entra um grupo, que é um grupo de funcionários dentre um colegiado, que é um colegiado de bons funcionários públicos do Inep, e que tiveram lá uma discussão a respeito de uma gratificação a mais. Essa é a questão. Isso é um assunto que é administrativo. Não tem nada a ver com prova de Enem”, afirmou Ribeiro.

Related posts

Ciro agradece votos do PDT contra a PEC dos Precatórios e critica Lula, Bolsonaro e Moro

Rafael Bruza

Renato Kalil, médico das famosas, é investigado por violência obstétrica

Rafaele Oliveira

Sem saber que era gravado, Bolsonaro questiona: “Quanto você acha que vale uma vaga para o STF?”

Rafael Bruza

Leave a Comment