PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Moro sobre Lula e Alckmin: “comemorativo da impunidade da grande corrupção”

moro critica lula e alckmin

Nesta segunda-feira (20), o ex-ministro e pré-candidato à Presidência da República em 2022, Sergio Moro (Podemos), usou as suas redes sociais para alfinetar o encontro entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que deixou o PSDB após mais de 33 anos no partido.

O jantar do Grupo Prerrogativas aconteceu no badalado restaurante paulista A Figueira Rubaiyat e marcou o primeiro encontro público entre Lula e Alckmin, desde que a chapa presidencial entre os dois começou a ser cotada. Embora a parceria não tenha se oficializado – nem mesmo a candidatura de Lula para presidente -, durante o encontro o ex-presidente falou sobre essas possibilidades.

“Quem vai dizer se a gente pode se juntar ou não é o meu partido e o partido dele. Então, nós temos que ter paciência. Nada acontece para um vice antes de acontecer para um presidente”, disse Lula.

Alckmin também não confirmou a aliança, mas disse que o momento é de união. “O processo ainda está começando. É hora de grandeza política. É hora de união”, declarou.

moro alfineta lula e alckmin
Lula, Alckmin e suas respectivas parceiras em jantar do Grupo Prerrogativas em SP / Foto – Reprodução (Ricardo Stuckert)

Moro alfineta encontro entre Lula e Alckmin: “grande corrupção”

Sobre o jantar que reuniu, além de Lula e Alckmin, advogados, juristas, políticos e outras personalidades, o ex-juiz Sergio Moro disse se tratar de uma comemoração da corrupção. “Impressão minha ou ontem assistimos a um jantar comemorativo da impunidade da grande corrupção?”, escreveu Moro em sua conta oficial no Twitter.

Participaram do jantar os presidentes do PT, Gleisi Hoffmann, do PSD, Gilberto Kassab, do PSB, Carlos Siqueira e do MDB, Baleia Rossi. Também estiveram presentes a senadora Simone Tebet (MDB), o senador Renan Calheiros (MDB), os governadores Camilo Santana, do Ceará, e Wellington Dias, do Piauí e o ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia, atual secretário do governo de São Paulo.

Related posts

Alckmin decide ser vice de Lula e vai anunciar a aliança em 2022, segundo jornalista

Rafael Bruza

Moro: “Manobras jurídicas enterraram de vez o caso do triplex de Lula”

Rafael Bruza

Arnaldo Jabor é internado no Hospital Sírio-Libanês após sofrer AVC

Rafaele Oliveira

Leave a Comment