PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Moro parabeniza André Mendonça por aprovação para o STF: “Podemos aprovou a indicação”

moro-parabeniza-andre-mendonca-por-aprovacao-para-o-stf

Em publicação no Twitter nesta quinta-feira (02), o ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (Podemos), parabeniza o ex-AGU, André Mendonça, por ter sua indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF) aprovada no Senado.

“Parabenizo o Ministro André Mendonça pela aprovação para o STF, com seus atributos técnicos e sua formação cristã. Desejo que o fortalecimento do combate à corrupção, marca da sua trajetória na AGU, que suas decisões; razão pela qual o Podemos aprovou a sua indicação”, afirmou Moro.

Bolsonaro indicou André Mendonça por ele ser “terrivelmente evangélico”. A indicação foi aprovada diante de um ferrenho lobby supostamente religioso, realizado por pessoas como Silas Malafaia e políticos da bancada evangélica.

Críticos da nomeação de Mendonça questionam se o novo ministro do STF irá ou não respeitar princípios do Estado laico, entre outras preocupações.

Após Moro deixar o Ministério da Justiça do Governo Bolsonaro em abril de 2020, coube a André Mendonça, assumir a pasta.

Mendonça realizou uma gestão muito criticada por especialistas por conta de pedidos de investigação contra críticos do Governo Bolsonaro e da elaboração de um “dossiê” sobre pessoas supostamente antifascistas que foram monitoradas indevidamente por autoridades – há dúvidas se o dossiê foi criado na gestão de Mendonça ou na de Moro na pasta.

Moro sonhava com vaga no STF

Ao entrar no Governo Federal como ministro da Justiça após as eleições de 2018, o ex-juiz sonhava em ser indicado por Bolsonaro para uma vaga no Supremo Tribunal Federal – além de Mendonça, o atual presidente indicou o ministro Kassio Munes Marques ao tribunal.

Em livro lançado esta semana, Moro afirma que foi “ingênuo” de acreditar que sua indicação ao STF surgiria “naturalmente”, se ele desempenhasse um bom trabalho no “superministério”.

O ex-juiz, no entanto, nega que uma vaga no Supremo fosse seu objetivo central.

“Se o meu objetivo fosse uma cadeira no STF, bastava ter concordado com a troca (na Polícia Federal) e permanecer no governo, dizendo ‘amém’ a todas as iniciativas do presidente”, afirmou Moro no livro.

 

Related posts

Kassab diz que há grande chance de Bolsonaro ficar fora do 2º turno

Rafael Bruza

STJ decide afastar o governador do Tocantins por 6 meses; PF faz operação na sede do Governo

Rafael Bruza

Renato Kalil, médico das famosas, é investigado por violência obstétrica

Rafaele Oliveira

Leave a Comment