PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Ministério da Economia tem debandada de secretários; Bolsonaro diz que Paulo Guedes continua

ministerio-da-economia-debandada-secretarios-bolsonaro-diz-que-paulo-guedes-continua

Quatro secretários do alto escalão do Ministério da Economia pediram demissão nesta quinta-feira (21), em um clima de insatisfação do mercado financeiro com a proposta do Governo Bolsonaro de furar o teto de gastos para bancar o Auxílio Brasil, programa feito para substituir o Bolsa Família.

Saem do Executivo o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal; o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt; a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas; e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo.

As demissões ocorrem após o ministro Paulo Guedes afirmar que o Auxílio Brasil pode furar o teto de gastos em R$ 30 milhões.

A declaração de Guedes e o anúncio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre auxílio para caminhoneiros derrubaram a bolsa e fizeram disparar dólar e juros, nesta quinta-feira (21).

O Ministério da Economia afirmou em nota que os pedidos de demissão foram feitos por razões pessoais.

“Os pedidos foram feitos de modo a permitir que haja um processo de transição e de continuidade de todos os compromissos, tanto da Seto [Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento], quanto da STN [Secretaria do Tesouro Nacional]”.

Bolsonaro diz que mercado fica “nervosinho” com aumento de gastos e aponta permanência de Paulo Guedes no Governo

Em meio à pressão no Ministério da Economia pela queda da Bolsa de Valores e a alta da cotação do dólar nos últimos dias, Jair Bolsonaro ironizou a atuação do mercado financeiro afirmando em live nesta quinta que este setor fica “nervosinho” com criação de despesas que furam o teto de gastos, como o auxílio para caminhoneiros.

“Vai ter novos reajustes de combustíveis? Certamente teremos. Por que vamos negar isso daí? Estamos buscando solução, um auxílio de 400 reais que vai estar abaixo de R$ 4 bilhões por ano, dentro do orçamento. Daí fica o mercado nervosinho. Se vocês explodirem a economia do Brasil, pessoal do mercado, vocês vão ser prejudicados também”, afirmou o presidente durante transmissão ao vivo em suas redes sociais.

Mais cedo, em entrevista à CNN, Bolsonaro declarou que Paulo Guedes continuará no Governo, em meio à debandada de servidores no Ministério da Economia.

“Paulo Guedes continua no governo e o governo segue com a agenda de reformas. Defendemos as reformas, que seguem no Congresso Nacional”, afirmou Bolsonaro.

O presidente não comentou as exonerações no Ministério da Economia, mas em sua live semanal se referiu aos servidores que pediram demissão dizendo que “tem secretário que tem que fazer valer sua vontade”.

“A inflação é horrível? É péssima, mas pior ainda é o desabastecimento. Como está na iminência de ter um novo reajuste dos combustíveis, o que buscamos fazer? Acertado com a equipe econômica… Alguns não querem na equipe econômica, não queriam, outros acharam que era possível. Em havendo um novo reajuste, dar um auxílio para os caminhoneiros. O que está decidido até o momento? R$ 400 para 750 mil caminhoneiros autônomos. É muito, é pouco? É o possível no momento”, declarou.

Segundo o presidente, “isso dá um pouco mais de R$ 3 bilhões ao longo de um ano, dentro do Orçamento”.

“Agora tem secretário, como acontece às vezes com um ministro, que quer fazer valer a sua vontade. Então o ministro deu uma decisão, vamos gastar dentro do teto, que as reformas continuam. A gente espera que as reformas administrativa e tributária continuem, como foi feita a da Previdência no passado”, acrescentou.

Enquanto anuncia novos gastos que podem furar o teto, irritando o mercado financeiro, o presidente afirma em live que não quer “desequilíbrio das finanças” do país.

“Por que buscamos cumprir o teto de gastos? Porque não queremos desequilíbrio nas finanças no Brasil. Vem desequilíbrio, a inflação explode, todo mundo perde com isso. Agora tem gente botando lenha na fogueira”, afirmou Bolsonaro.

Related posts

Banco Central tira do ar site que permite checar quanto bancos devem

João Baricatti

Apesar de dívida bilionária, Rede Globo está bem financeiramente, diz Fitch

Rafaele Oliveira

Senador Heinze é incluído no rol de indiciados da CPI da Covid

Rafael Bruza

Leave a Comment