PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Merval e Mainardi dizem que só a desistência de Bolsonaro pode evitar vitória de Lula

merval-e-mainardi-dizem-que-so-a-desistencia-de-bolsonaro-pode-evitar-vitoria-de-lula

Defensores da candidatura de Sergio Moro (Podemos), os jornalistas Diogo Mainardi, do Antagonista, e Merval Pereira, do jornal O Globo, afirmam em publicações desta terça-feira (01) que uma vitória do ex-presidente Lula (PT) nas eleições presidenciais de 2022 só pode ser evitada se o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) desistir de sua candidatura.

“Lula já está eleito. A não ser que Jair Bolsonaro desista de sua candidatura. É o que venho dizendo aqui. É também o que Merval Pereira diz em sua coluna”, afirma Diogo Mainardi, em publicação no Antagonista.

Mainardi declarou apoio à candidatura de Moro em outubro de 2020 – antes mesmo do ex-ministro da Justiça se filiar ao Podemos para lançar seu nome à Presidência da República.

Já Merval Pereira não anunciou publicamente que votará no ex-juiz, mas em entrevista ao jornal O Globo o colunista declarou que Moro “é um bom candidato, começou bem, está com visão boa”.

Em sua coluna desta terça-feira (01), citada por Mainardi e intitulada “A espera do inesperado”, o jornalista afirma que a saída de Bolsonaro das eleições de 2022  “mudaria a cena eleitoral”.

“Tudo parece se encaminhar para uma vitória do ex-presidente Lula na eleição presidencial de outubro, a não ser que o inesperado faça uma surpresa, como cantava Johnny Alf. Nem tão inesperada assim seria uma desistência de Bolsonaro, prevendo a derrota certa e sem chance de tornar-se, como Trump nos Estados Unidos de Biden, a liderança contra o PT sem foro privilegiado que o proteja. Eleito senador, Bolsonaro poderia liderar a oposição. Derrotado, pode ir para a cadeia. Sua saída do páreo mudaria a cena eleitoral”, afirmou ele.

No texto, Merval também aponta uma falta de organização da chamada “terceira via” – políticos críticos à Lula e Bolsonaro, como Moro – e sinaliza que Bolsonaro perderia de Lula em um eventual segundo turno entre ambos.

“O governo de Bolsonaro é tão desastroso e pernicioso ao país que se torna palatável qualquer candidato que possa derrotá-lo. Se a terceira via não conseguir se organizar, como tudo indica, Bolsonaro irá para o segundo turno perder para Lula. Mesmo porque não há candidato na oposição que empolgue o eleitorado. Assim como Bolsonaro levou os votos dos antipetistas em 2018 porque nenhum outro candidato conseguiu se mostrar mais eficaz na tarefa de derrotar o PT, agora Lula pode levar os votos dos que não querem Bolsonaro de jeito nenhum. A não ser que Bolsonaro saia do páreo”.

Related posts

Polícia prende três homens pelo assassinato do congolês Moïse

Rafael Bruza

Bolsonaro nega que tenha pedido votos em votação da Time

João Baricatti

Governo de SP compra 2 milhões de testes rápidos para a covid-19

Rafaele Oliveira

Leave a Comment