PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Lula diz que Alckmin foi ‘governador responsável’ e espera ele escolher partido para definir aliança

lula-diz-que-alckmin-foi-governador-responsável-e-espera-ele-definir-partido-para-avaliar-aliança

Em entrevista à Rádio Gaúcha nesta terça-feira (30), o ex-presidente Lula (PT) teceu elogios ao ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e afirmou que espera o tucano escolher seu futuro partido para decidir se ele pode integrar sua chapa nas eleições de 2022.

O petista – que disputou o 2º turno das eleições presidenciais de 2006 contra Alckmin – afirma que teve relação “extraordinária” com governadores de partidos rivais ao PT quando ocupou a Presidência da República (2003-2010).

Ele começa a resposta minimizando a possibilidade de ser candidato em 2022.

“Eu já tenho 23 vices e oito ministros da Fazenda e eu nem sou candidato ainda”, afirmou Lula. “Quando eu fui presidente da República, tive uma extraordinária relação com Alckmin, Serra (ex-governador de SP), Iêda Cruz (ex-governadora do RS), Germano Rigotto (ex-governador do RS), porque eu não fazia diferença na minha relação com os entes federados, eu não queria saber de qual partido era a pessoa”.

Na sequência, o ex-presidente diz que espera o tucano definir partido para avaliar a possível aliança.

“Então com o Alckmin eu tive uma extraordinária relação. Foi um governador responsável aqui em São Paulo. Ele está numa definição de partido político, estamos em um processo de conversar. Vamos ver se na hora que eu definir se sou candidato ou não se é possível a gente construir uma aliança política. Preciso primeiro saber qual partido o Alckmin vai entrar. Ele ainda não definiu. Mas é o seguinte: eu quero construir uma chapa para ganhar as eleições e mudar outra vez a história desse país”, afirmou.

Alckmin está de saída do PSDB, mas ainda não decidiu se vai concorrer ao Governo do Estado de São Paulo pelo PSD ou se integrará a chapa de Lula como vice após se filiar ao PSB.

Você pode ver a declaração de Lula a partir do minuto 27:

Lula se encontrará com o ex-governador de SP novamente esta semana para discutir a possível aliança.

Nesta segunda-feira (29), Alckmin se reuniu com dirigentes de centrais sindicais – Força Sindical, UGT, Nova Central e CTB – que fizeram um apelo a ele em defesa da aliança com Lula.

O ex-governador afirmou aos líderes sindicais que se preparou para concorrer ao governo do Estado, mas que “surgiu a hipótese federal”, que, segundo ele, “caminha”.

“Preparei-me novamente pra ser governador do estado. Surgiu a hipótese federal. Os desafios são grandes. Essa hipótese caminha e eu considero essa reunião com as quatro principais centrais histórica”, afirmou Alckmin.

Os líderes sindicais disseram a imprensa que o ex-governador de SP focou seu discurso na reunião em questões de conjuntura internacional e dos caminhos para o Brasil sair da crise – deixando de fora temas estaduais, que seriam foco de uma candidatura ao Governo de SP.

A reunião empolgou as lideranças sindicais.

“Dentro da situação atual, seria muito importante que ele aceitasse (ser vice de Lula). Nós daremos todo o apoio”, afirmou Miguel Torres, presidente da Força.

Related posts

José Eduardo Cardozo, Pedro Serrano e Lupi no Despertador para falar de crimes de Bolsonaro

Bruna Pannunzio

Dia da Consciência Negra: 3 filmes brasileiros para conhecer e assistir

João Baricatti

Bolsonaro estaria avaliando indicar um médico pró-cloroquina à Anvisa

Rafaele Oliveira

Leave a Comment