PORTAL DEMOCRACIA
Cultura Manchete

Justiça da Califórnia descarta processo do “Bebê do Nirvana”

nirvana justiça

O Tribunal de Justiça do estado da Califórnia (EUA) descartou, nessa terça-feira (04), um processo movido por Spencer Elden, que ficou famoso como o “Bebê do Nirvana” ao aparecer pelado aos 4 meses de idade na capa do icônico álbum “Nevermind”, o segundo disco do Nirvana.

Em agosto, Spencer abriu um processo contra a banda alegando exploração sexual. Os advogados do jovem de 25 anos apontam que ele sofreu “exploração sexual infantil comercial, desde quando ele era menor de idade até os dias atuais“. Ainda de acordo com os advogados, a composição da imagem faria com que Spencer parecesse “um trabalhador do sexo – agarrando-se por uma nota de um dólar“.

O processo cita diversas pessoas e conta com 15 réus (membros da banda que ainda estão vivos, Courtney Love – na época casada com o músico Kurt Cobain -, a gravadora do disco). Spencer pede uma indenização de US$ 150 mil (quase R$ 800 mil) de cada um dos réus. Ele queria que o processo fosse analisado por um júri.

Segundo apuração da BBC, a banda teria solicitado o arquivamento do caso na justiça alegando que os argumentos dos advogados não fazem sentido. De acordo com os advogados do Nirvana: “A alegação de Elden de que a fotografia na capa do álbum Nevermind é ‘pornografia infantil’ não parece séria“, e alegam que, seguindo os argumentos do processo, qualquer um que fosse dono de uma cópia do álbum poderia ser acusado de possuir pornografia infantil.

A defesa de Spencer Elden tinha até o dia 31 de dezembro de 2021 para responder na justiça o pedido de anulação feito pelos advogados do Nirvana, mas não respondeu.

Spencer Elden, “O Bebê do Nirvana”, já tinha recriado a foto outras vezes

nirvana spencer justiça
Spencer recriando a foto para reportagem do New York Post, em 2016 (Imagem: New York Post)

Um dos principais pontos que os advogados da banda citam é que, até pouco tempo atrás, Spencer Elden não parecia se importar em ser reconhecido como o “Bebê do Nirvana”, afinal, ao longo dos últimos 30 anos, ele “refez” a capa diversas vezes. “Ele já refez a fotografia muitas vezes, tatuou o título do álbum, participou de um talk show fazendo uma paródia de si mesmo e usando um macacão em tom nude, autografou capas de cópias do álbum colocados à venda no eBay e usou esse contexto para tentar sair com mulheres“, afirmaram os advogados.

Em 2001, Elden recriou a imagem para uma reportagem da Rolling Stone estadunidense. Já em 2008, aos 17 anos, foi a vez de refazer as imagens para o site da MTV. Em 2016, recriou para reportagem do New York Post que comemorava os 25 anos de lançamento do disco.

 

 

Related posts

Champions League: Confira os resultados de hoje! (03/11)

João Baricatti

Pesquisa eleitoral 2022: Lula tem 44% das intenções de votos, Bolsonaro 24%

Rafaele Oliveira

Barroso pede manifestação de governo sobre passaporte da vacina

João Baricatti

Leave a Comment