PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Fábio Faria tenta explicar evento com o foragido Allan dos Santos a ministros do Governo e STF

fabio-faria-tenta-explicar-evento-com-o-foragido-allan-dos-santos-a-ministros-do-governo-e-stf

O ministro da Comunicações, Fábio Faria, procurou integrantes do Governo Federal e do Supremo Tribunal Federal (STF) no fim de semana para tentar explicar o encontro com o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, na última sexta-feira (07), nos Estados Unidos – onde o ministro passa férias. A informação é do jornalista Igor Gadelha no Portal Metrópoles.

Fábio Faria participou de evento nos Estados Unidos com o blogueiro Allan dos Santos, o ex-jogador Rivaldo, o vereador de Bh, Nikolas Ferreira (PRTB) e sua esposa, Patrícia Abravanel – filha do magnata dono do SBT, Silvio Santos.

Allan dos Santos é alvo de mandado de prisão determinado pelo ministro Alexandre de Moraes desde outubro de 2021 e está foragido da Justiça.

No domingo (09), Fábio Faria enviou mensagem no grupo de Whatsapp de ministros do Governo explicando que foi a um evento numa igreja evangélica de um pastor amigo que apoia o presidente Jair Bolsonaro e que Allan dos Santos teria aparecido “de última hora” e “de surpresa” ao local.

Faria se explicou a ministros por considerar que Allan às vezes é “apoiador do governo e outras muito crítico ao governo e membros do governo”.

“Amigos, só pra deixar vcs (sic) informados. Fui para um evento na igreja Lagoinha em Orlando do Pastor André Valadão que apoia o PR e é muito meu amigo e da família. Fui fazer uma palestra sobre o cenário político no Brasil com outros convidados. De última hora chegou de surpresa o Allan dos Santos que as vezes (sic) apoiador do governo e outras muito crítico ao governo e membros do governo, eu por exemplo sou um alvo constante”, afirmou o ministro a demais integrantes do Executivo.

Na sequência, Fábio Faria afirma que a imprensa quis destacar que a presença dele ao lado de Allan dos Santos “significaria um apoio do governo” ao blogueiro. Ele nega tal interpretação do encontro.

“Enfim, quiseram ontem fazer uma grande matéria de que o governo brasileiro tinha ajudado ele a fugir e que a minha presença significaria um apoio do governo ao Allan. Fiz uma nota de que não sabia que ele estaria no evento e se eu soubesse eu não teria comparecido. A nota cessou as especulações”, afirmou Faria a ministros.

À ministros do STF, Fábio Faria argumentou que não participou de jantar ou confraternização com Allan dos Santos nos EUA. Ele disse que, após o evento, foi à sala do pastor dentro da igreja para cumprimentar outros convidados e que lá foi servido um “lanche”.

A despeito das explicações, o ministro tirou fotos com Allan dos Santos e foi gravado no evento com o blogueiro.

O evento realizado na igreja evangélica Lagoinha em Orlando, nos Estados Unidos, ainda foi recheado de declarações extremistas dos participantes.

Allan dos Santos afirmou que os “comunistas” (sem especificar o que seriam “comunistas”)  seriam um grupo hierárquico “satanista ligado ao narcotráfico e que precisa usar a corrupção como meio, não como fim”.

Contra estes supostos “comunistas” imaginados pelo blogueiro, Allan dos Santos declarou que existem “as pessoas normais”, contrários à esquerda.

Allan se virou para Fábio Faria logo após estas declarações.

Santos é investigado no Supremo em inquérito que apura a divulgação de fake news e ataques a integrantes da Corte. Além disso, também está sendo apurada a atuação dele em uma milícia digital que trabalha contra a democracia e as instituições democráticas do País.

A Polícia Federal entende que as condutas de Allan dos Santos podem configurar crimes de organização criminosa, ameaça, crime contra a honra e incitação à prática de crimes, entre outros.

Nas investigações, a PF afirma que “a pretexto de atuar como jornalista”, Allan dos Santos assumiu a condição de um dos organizadores de um movimento responsável por ataques à Constituição, aos Poderes de Estado e à Democracia.

Related posts

Edson Fachin é eleito o novo presidente do TSE; Moraes é o vice

Rafaele Oliveira

Ciro X PT: Agressões mútuas só favorecem Bolsonaro

Fabio Pannunzio

Filho de Marília Mendonça ainda não sabe da morte da mãe: “Para ele, a mãe foi trabalhar”

Rafael Bruza

Leave a Comment