PORTAL DEMOCRACIA
Brasil Educação Manchete

Enem: primeiro dia de prova regista 26% de abstenção

enem

O último domingo (21), marcou o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, tanto a versão digital, quanto a impressa. Cercado de polêmicas, o exame também registrou uma número de abstenção que se mantém na média: dos 3,1 milhões de inscritos para fazer a prova, apenas 2,3 milhões compareceram, logo, 26% dos inscritos não fizeram a prova. Os dados foram divulgados na noite de ontem pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep.

O Enem impresso, modalidade de prova com a maior parte das inscrições (três milhões e quarenta mil dos três milhões e cem mil inscritos totais), contou com 25,5% de abstenção. O estado com o maior número de alunos que não compareceram a prova foi o Amazonas, com 40,6% de faltas. Já no Enem Digital, a abstenção foi ainda maior: dos 68.893 inscritos, 46,1% não fez a prova.

enem instabilidade
Enem contou com abstenção média no primeiro dia de prova (Foto: Caio Kenji/G1)

O número de abstenção desse ano se mantem na média histórica de faltas da prova, em torno de 27%. Em contraponto, as faltas do exame de 2020, aplicado em janeiro de 2021, foram as maiores da história do exame. O segundo dia de provas do Enem 2020 contou com uma abstenção de 55,3

Coletiva sobre o Enem

Em coletiva de imprensa, Milton Ribeiro, ministro da Educação, avaliou a prova desse ano: “Acredito que o Enem foi um sucesso”. Mesmo com o baixo número de inscritos, o menor desde 2005, ele acredita que o índice de faltas ser similar ao de momentos “normais” é algo positivo: “Isso demonstra que, mesmo em pandemia, tivemos uma boa assiduidade”, afirmou.

Durante a coletiva, o ministro ainda reforçou que a prova não teve interferência de Bolsonaro e seu governo: “Acho que os senhores que tiveram acesso a perguntas que foram feitas, puderam notar que eventualmente segue o mesmo padrão”, afirmou. “Se tivesse interferência, poderia ser que algumas perguntas nem estivessem ali”, completou.

De acordo com o Inep, todos os dados divulgados ainda são preliminares. Ainda não existe, por exemplo, balanço de estudantes que tiveram alguma intercorrências de aplicação. Esses alunos tem o direito de refazer a prova em uma data futura.

 

 

 

Related posts

Anvisa adia decisão sobre autotestes de Covid

João Baricatti

Vacinação infantil: 15 estados não devem pedir pedido médico

João Baricatti

Justiça permite que passageiro autista embarque com o seu cão em voo

Rafaele Oliveira

Leave a Comment