PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Depois da homofobia, da misoginia e da xenofobia surge o antissemitismo bolsonarista

Bernardi, comantarista cristão da Jovem Pan

“Se a gente matar um monte de judeus e se apropriar do pode econômico dos judeus, o Brasil enriquece”. A receita de sucesso financeiro, que faria Adolf Hitler vaidoso de sua obra, é do autoproclamado “comentarista cristão” da Rádio Jovem Pan José Carlos Bernardi.

O disparate foi pronunciado durante um debate em que ele discutia com a jornalista Amanda Klein a pujança econômica da Alemanha de Angela Merkel.

“Quem dera o Brasil chegar aos pés do desenvolvimento econômico da Alemanha”, disse Amanda. Irritado, Bernardi contrapôs que “é só a gente assaltar todos os judeus que a gente consegue chegar lá”. Em seguida, Bernardi cunhou a frase em que atribui ao holocausto o progresso contemporâneo alemão.

Além de preconceituosas e antissemitas, as duas assertivas demonstram o total desconhecimento da história por parte do comentarista da Jovem Pan, que se transformou numa espécie de fuherbunker do pior bolsonarismo.

Os comentários absurdos não passaram despercebidos pelo Professor Michel Gherman, titular do Departamento de História da UFRJ. No Twitter, o professor disse que as afirmações são típicas de um analfabeto em história” que “incorpora referências do antissemitismo”.

A rigor, o bens expropriados dos judeus durante o III Reich foram usados para emulsificar a máquina de guerra nazista. Não há nenhuma relação entre a pujança econômica contemporânea e as expropriações feitas pelos nazistas.

O ódio aos judeus

Adolf Hitler, Josef Goebbels e Heinrich Himmler não odiavam os judeus porque eram ricos. Odiavam porque pensavam erroneamente que eles controlavam a opinião pública na Alemanha. “Uma granada de trinta centímetros fala mais alto do que mil víboras da imprensa judaica”, escreveu Hitler no primeiro volume de Mein Kumpf.

Essa imprensa nutria uma democracia que impedia o avanço do império racial germânico sonhado pelos próceres do nazismo. Hitler e seus asseclas culpavam os judeus inclusive pela greve dos fabricantes de munições e pela campanha pacifista que teriam contribuído para a derrota alemã ao cabo da Primeira Grande Guerra.

Ele também responsabilizava os judeus pelo fim do curto processo de recuperação econômica que ocorreu no final dos anos 20, quando a Alemanha conseguiu se recuperar do desemprego aflitivo e da inflação devastadora da república de Weimar.

Para Hitler, foram os judeus que encerraram os fluxos financeiros que financiavam o desenvolvimento alemão no final dos Anos 20. Na verdade, esses fluxos foram interditados quando houve o Crack da Bolsa de Valores norte-americana, que enfiou o mundo em um período de grande agonia financeira. Hitler então passou a insuflar o ódio aos judeus como bandeira do Partido Nazista.

Como se vê, desinformação e equívocos históricos acabam formando o caldo de cultura para a eclosão do preconceito ancestral. Antes mesmo das insidiosas campanhas pela segregação — e depois pelo extermínio — dos judeus, argumentos como o utilizado pelo comentarista da Rádio Jovem Pan ajudaram a normalizar o antissemitismo.

Judeus pela Democracia repudiam afirmações

Os Judeus pela Democracia, associação de judeus que têm uma visão progressista, reagiu aos comentários estapafúrdios de José Carlos Bernardi. Em uma curta manifestação pelo Twitter, a associação afirmou que “cada vez que certos jornalistas emitem comentário de opinião na Jovem Pan, líderes totalitários fascistas devem se regozijar em seus túmulos (ou no colo do capeta, aos que creem).

Os Judeus pela Democracia também afirmaram que “além de mentirosa e revisionista”, a fala “é reincidente na emissora”, que qualifica como o canal oficial do governo e da extrema direita brasileira.

Related posts

Príncipe Andrew renuncia a títulos depois de acusação de abuso sexual

João Baricatti

Bolsonaro abandona entrevista após pergunta sobre rachadinha

João Baricatti

Boris Johnson pede desculpas à rainha por festa na véspera de funeral do príncipe Philip

João Baricatti

Leave a Comment