PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Ciro agradece votos do PDT contra a PEC dos Precatórios e critica Lula, Bolsonaro e Moro

ciro-agradece-votos-do-pdt-contra-pec-dos-precatorios-e-critica-lula-bolsonaro-e-moro

Após suspender sua pré-candidatura à Presidência da República por conta dos votos do PDT a favor da PEC dos Precatórios em primeiro turno, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), publicou um vídeo em suas redes sociais em que agradece 10 deputados do partido pela mudança de voto no segundo turno da proposta, realizada nesta terça-feira (10).

A PEC dos Precatórios segue para o Senado Federal após ser aprovada em segundo turno na Câmara por 323 votos a favor e 172 contrários.

“Muitos companheiros tentaram, no 1º turno, atenuar danos do projeto tortuoso do governo. Mas convencidos, depois, de que isso era impossível, mudaram corajosamente o voto”, disse no vídeo. “Apesar do nosso esforço, o governo conseguiu aprovar, temporariamente, a famigerada PEC, mas nossa luta não foi em vão. Ela estimulará o Senado a derrubar esta medida nociva ao País”.

Sem anunciar a retomada de sua pré-candidatura ou comentar os 5 votos do PDT favoráveis à PEC dos Precatórios no segundo turno da votação, Ciro criticou o as emendas de relator e governos anteriores.

“Com formatos variados, o esquema vem desde o governo FHC, atravessou com pompas e glórias os governos de Lula, Dilma e Temer e chegou intocado, forte e aperfeiçoado no desgoverno Bolsonaro. E atenção, porque esse monstro pode continuar corroendo as entranhas do Brasil caso o próximo presidente saia de um desses cercadinhos, porque as conversas e conchavos continuam rolando soltas entre eles”, afirma o pedetista.

Ciro critica Lula, Bolsonaro e Moro

No vídeo, o pedetista critica seus prováveis rivais eleitorais: Lula (PT), Bolsonaro (sem partido) e Sergio Moro, que se filia nesta quarta-feira (10) ao Podemos para disputar cargo de presidente da República ou senador.

“Você ouviu algum desses pré-candidatos denunciar de viva-voz a grande negociata que envolve a tal emenda do relator? Eles ou ficaram de boca fechada ou fizeram o teatro de Lula, que ficou caladinho e colocou seus papagaios de pirata para cacarejarem em torno do ninho dos ovos de ouro”, afirma. “Nâo posso ser traidor como Bolsonaro, hipócrita como Lula ou oportunista como este calouro politiqueiro chamado Sergio Moro. Não quero ser melhor do que ninguém, mas não quero trair os meus princípios nem a confiança dos que me apoiam”, afirma.

Na sequência, Ciro detalha críticas aos rivais. Ele começa classificando Jair Bolsonaro como um “traidor”.

“Não quero ser traidor como Bolsonaro, que depois de se eleger pregando honestidade se aliou ao que existe de mais corrupto e mais pobre no país. E agora está se filiando ao partido de Valdemar da Costa Neto (o PL), a quem nem precisamos adjetivar”, afirma Ciro.

Logo depois, o pedetista chama Lula de “hipócrita”

“Não quero ser hipócrita como Lula, que governou apoiado em suborno e que já está fechando acordos, debaixo do pano, com os mesmos personagens que ele saciou”, diz Ciro.

E o pedetista conclui as críticas a rivais eleitorais falando do passado de Sergio Moro.

“Não quero ser oportunista, como esta figura politicamente menor, chamada Sergio Moro. Aquele que se disfarçou de juiz, se acumpliciou como ministro de um governo corrupto e corruptor, e que agora se apequena ainda mais, chegando, como um cachorrinho com o rabinho abanando, em busca de carícias fáceis de um partido nada puro”, afirma Ciro no vídeo.

Related posts

Miranda McKeon, de ‘Anne With an E’, faz mastectomia aos 19 anos

Rafaele Oliveira

Sargento da PM espanca, enforca e ameaça empresária com arma no DF

Rafael Bruza

“Bolsonaro está normalizando Hitler”, diz diretor acadêmico do Instituto Brasil-Israel

Rafael Bruza

Leave a Comment