PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Cinco deputados do PDT, 9 do PSB e 21 do PSDB votaram a favor da PEC dos Precatórios

cinco-deputados-do-pdt-nove-do-psb-e-psdb- votaram-a-favor-da-pec-dos-precatorios

Pressionados e criticados por votar com o Governo Bolsonaro a favor da PEC dos Precatórios no primeiro turno de votação da proposta, na semana passada, deputados do PDT e do PSB voltaram a dar votos favoráveis à mudança constitucional, em sessão de segundo turno realizada nesta terça-feira (09). A PEC foi aprovada com 323 votos a favor e 172 contrários. O texto segue para o Senado Federal.

O PDT orientou sua bancada a votar contra a PEC e o número de pedetistas na Câmara favoráveis à medida caiu nesta segunda votação. O partido não fechou questão contra a proposta e não deve punir os 5 dissidentes que contrariaram a orientação do partido.

Dos 25 deputados do PDT, 5 se posicionaram a favor da PEC no segundo turno, o que corresponde a 20% da bancada.

No primeiro turno, foram 15 deputados do PDT favoráveis à medida – 62,5% da bancada da sigla.

A mudança ocorre em um contexto de pressão e cobrança sobre os deputados que apoiaram a medida defendida pelo Governo Bolsonaro em primeiro turno.

Além de críticas e ameças de desfiliação, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), chegou a anunciar a suspensão de sua pré-candidatura à Presidência da República por conta dos votos da bancada do PDT favoráveis à PEC dos Precatórios em primeiro turno.

Ciro não anunciou a retomada da pré-candidatura após a votação de segundo turno, mas voltou a publicar vídeo nas redes sociais em que critica a PEC dos Precatórios e ressalta a orientação do PDT contra a proposta.

Dividido, PSB manteve votos favoráveis à PEC dos Precatórios

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, enviou uma carta aos deputados do partido antes da votação de segundo turno em que pedia para os parlamentares votarem contra a PEC dos Precatórios.

Mas desistiu de obter unidade na sigla contra a proposta entendendo que uma parte “vota sistematicamente contra o programa partidário e está apenas esperando a janela para trocar de partido” em 2022.

Os votos do PSB favoráveis à PEC dos Precatórios foram os mesmos nos dois turnos de votação.

A exceção é o deputado federal Júlio Delgado (MG), que votou a favor da proposta em primeiro turno e faltou na votação de segundo turno.

Com isto, nove deputados do partido votaram a favor da proposta nesta terça-feira (09), enquanto 21 votaram contra. Em primeiro turno, 10 parlamentares apoiaram a PEC.

65,5% da bancada do PSDB votou a favor da proposta

A despeito do PSDB ter pré-candidatos à Presidência da República que hoje são críticos ao Governo Bolsonaro, a liderança do partido na Câmara orientou voto favorável à PEC dos Precatórios.

Assim, 21 deputados tucanos votaram novamente com o Executivo neste segundo turno de votação, o que correponde a 65,5% da bancada da sigla na Câmara. Outros 11 tucanos votaram contra a proposta.

Tal qual no primeiro turno de votação, os votos da sigla contrários à proposta são principalmente dos parlamentares de São Paulo – dos 11 votos contra a medida em segundo turno, 7 são de tucanos eleitos por paulistas.

Para a votação no Senado Federal, o PSDB procura fechar questão contra a PEC dos Precatórios.

“Em respeito a compromissos históricos, os senadores defenderão o legado do partido. O PSDB tem convicções já demonstradas de que é possível equacionar políticas de auxílio e distribuição de renda sem ferir de morte o frágil equilíbrio fiscal, ameaçado pela PEC”, afirmou o presidente nacional da sigla, Bruno Araújo, que não comentou os votos tucanos na Câmara a favor da medida.

Related posts

Aprovação do Governo Bolsonaro cai para 19%, a menor desde o início do mandato

Rafael Bruza

Ministério da Saúde reduz intervalo entre doses de reforço vacinal

João Baricatti

Kim Kataguiri processa 17 que o acusaram de apologia ao nazismo

Rafael Bruza

Leave a Comment