PORTAL DEMOCRACIA
Cultura Manchete Pandemia

Carnaval: governo de SP cancela blocos de rua

carnaval sao paulo

Foi anunciado, na manhã dessa quinta-feira (6), pelo atual prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), que o carnaval de rua da cidade está cancelado e não vai acontecer em 2022. Esse será o segundo ano consecutivo sem a festa já que, em 2020, o carnaval aconteceu poucas semanas antes da pandemia começar. O motivo do cancelamento foi o avanço da Covid-19 na cidade, principalmente depois da chegada da Ômicron, a nova variante do Coronavírus, na cidade.

Na tarde de ontem, 3 entidades ligadas aos blocos de rua divulgaram um manifesto afirmando que não iriam participar do carnaval 2022, mesmo que ele fosse autorizado pela prefeitura. Essas 3 entidades representavam 250 blocos de rua.

Mesmo com o cancelamento dos blocos de rua, o desfile das escolas de samba, por enquanto, segue de pé. O desfile continua marcado para os dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro no Sambódromo do AnhembiA condição para a realização do evento é a Liga das Escolas de Samba aceitar os protocolos sanitários que serão determinados.

Por conta da situação epidemiológica, está cancelado o Carnaval de Rua de SP. Nós vamos sentar com a Liga das Escolas de Samba para combinar um protocolo para a realização dos desfiles no sambódromo. Caso eles aceitem os protocolos, os desfiles serão mantidos“, disse Ricardo Nunes sobre a escolha.

governo sp carnaval
Ricardo nunes anunciou que carnaval de rua não vai acontecer em SP esse ano Foto: Rodrigo Rodrigues/g1

Edson Aparecido, atual secretário municipal da Saúde, afirmou que os protocolos de sanitários ainda não foram totalmente definidos, mas eles serão baseados nas normas da vigilância sanitária de SP. “Nós vamos sentar com a Liga das Escolas de Samba para estabelecer esses protocolos de acordo com as exigências da Vigilância Sanitária. Nossa preocupação não é apenas com os desfiles, mas também com as aglomerações nos ensaios“, disse Edson.

A decisão de Ricardo Nunes foi tomada depois de uma reunião com representantes da Vigilância Sanitária e da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Nela, foram apresentados dados sobre o comportamento da Covid-19 na cidade nos últimos meses e projeções para o futuro. Depois disso, ficou decidido que o melhor seria cancelar a festa.

O encontro com as escolas de samba deve acontecer na próxima semana. Na reunião, devem ser apresentadas as recomendações sanitárias. Em nota, a Liga-SP disse:

Para que os Desfiles das Escolas de Samba de São Paulo aconteçam de forma grandiosa, como tem sido nos últimos anos, nosso principal recurso é humano. A prioridade da Liga-SP sempre foi e continuará sendo preservar vidas e garantir um ambiente seguro para os profissionais do Carnaval e para os sambistas, seja na pista de desfile ou nas arquibancadas do Anhembi”, além de afirmar que tem: “completa disposição em acatar toda e qualquer recomendação das autoridades de saúde para um Carnaval SP 2022 seguro“.

Recomendações da Vigilância Sanitária de SP

Essas foram as recomendações da Vigilância Sanitária para o governo de São Paulo:

  • Intensificação da vacinação e doses de reforço contra a Covid-19;
  • Manter o uso obrigatório de máscaras na comunidade, bem como demais medidas não farmacológicas;
  • Higienizar as mãos;
  • Etiqueta respiratória;
  • Que seja evitada qualquer tipo de aglomeração onde não se possa ter controle sanitário seguro;
  • Cancelamento de todas as atividades relacionadas ao carnaval de rua 2022 na capital, bem como atividades que não tenham controle sanitário.

Related posts

Ataque hacker impede SUS de emitir certificados digitais de vacinação

Rafael Bruza

PM de folga mata jovem dentro de delegacia em Camocim (CE)

Rafael Bruza

Com saída do MPF, processos contra Deltan Dallagnol serão arquivados no CNMP

Rafael Bruza

Leave a Comment