PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Pandemia Política

Câmara dos Deputados volta a trabalho remoto até o carnaval

pec-5-votos-da-oposicao-e-centrao-ajudaram-a-derrotar-proposta-na- Câmara

Arthur Lira (PP-AL), atual presidente da Câmara dos Deputados, anunciou, nessa segunda-feira (17), que a Câmara dos Deputados vai voltar ao modelo de trabalho remoto por causa do recente grande aumento de casos de Covid-19 no Brasil, impulsionados pela Ômicron, a nova variante do Coronavírus. Segundo Lira, a medida deve durar até, pelo menos, o carnaval.

No último domingo (16), o Brasil registrou 31,6 mil novos casos de Covid. Com isso, a média móvel da última semana ficou em 69.235, o que representa a maior média de novos casos desde o dia 27 de junho do ano passado. Isso, aliado ao fato de que média móvel subiu 600% em dezembro, e deve subir ainda mais em janeiro, a melhor decisão foi levar os trabalhos da Câmara para o remoto afim de evitar uma contaminação em massa.

Trabalho remoto até o Carnaval. Medida necessária até vencermos esta nova onda. Também vai nos ajudar na melhor aplicação dos recursos públicos“, afirmou Lira no post em que declarou a decisão. O presidente da Câmara dos Deputados ainda completou: “Tarifas aéreas estão altíssimas e a flexibilidade nas remarcações só acontece quando é do interesse das companhias“.

Mesmo não indo presencialmente à Câmara, alguns deputados pegaram o vírus durante o recesso.  Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR) e Alessandro Molon (PSB-RJ) são alguns dos nomes que acabaram se infectando nos últimos tempos. O recesso segue até o fim do mês, mas alguns profissionais de áreas técnicas e administrativas seguem trabalhando de maneira presencial.

Diferente da Câmara, Senado segue semipresencial

pec precatório
Senado segue semipresencial (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

A assessoria do Senado informou, em fala ao g1, que o Senado Federal, diferente da Câmara dos Deputados, vai manter os trabalhos da mesma maneira que seguiu ao longo do ano passado (2021). Logo:  sessões deliberativas vão acontecer em formato semipresencial, mas com possibilidade de votação e participação nos debates de forma remota.

Já em votações secretas, por questões de segurança, os senadores vão precisar ir ao Senado registrar o voto.

Related posts

Ômicron: primeira morte é confirmada no Brasil

João Baricatti

Com covid-19, Aline Campos é criticada ao procurar manicure com a doença

Rafaele Oliveira

Seguranças de Bolsonaro podem ser punidos na Itália por agressões a jornalistas

Rafael Bruza

Leave a Comment