PORTAL DEMOCRACIA
Economia Manchete

Brasil entra em recessão técnica e economistas citam quadro de estagflação

brasil-entra-em-recessao-tecnica-e-economistas-citam-quadro-de-estagflacao

Após o Produto Interno Bruto (PIB) registrar dois trimestres de queda seguidos, a economia brasileira entrou oficialmente em recessão técnica. Economistas também apontam a existência de um quadro de estagflação – situação que reúne simultaneamente uma estagnação ou recessão econômica com altas taxas de inflação.

Nesta quinta-feira (02), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou queda de 0,1% no PIB no terceiro trimestre, em relação aos três meses anteriores, que também tiveram recuo de 0,4% no indicador.

O principal impacto no resultado veio da queda de 8% na agropecuária, segundo o IBGE, e também pelo recuo de 9,8% nas exportações de bens e serviços. Já a indústria , que corresponde a 20% do PIB, ficou estável. Os serviços, por outro lado, registraram alta de 1,1% no período. O setor responde por mais de 70% do PIB nacional.

A recessão técnica difere da recessão de fato, que surge diante de uma grande deterioração da economia, com alta do desemprego e índices de falência, além da queda da produção e do consumo. Ainda assim, a queda do PIB e os índices de inflação preocupam economistas.

Longe da “recuperação em V” prevista no final de 2020 pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, há consenso de economistas de que a o Brasil está estagnado economicamente e não há perspectivas de melhora para o último trimestre do ano.

A inflação segue acima de 10% no acumulado de 12 meses e faz a população perder renda, em situação que reduz o consumo.

Aprovado no Senado, André Mendonça ficará 26 anos no STF; até 2047

O Itaú BBA projeta que o cenário de estagflação deverá continuar ao menos até o final do ano, com o PIB tendo variação zero no 4º trimestre e a inflação fechando 2021 em 10,1%.

Na semana passada, o professor do Instituto de Economia e pesquisador do Centro de Estudo de Sindicais e de Economia do Trabalho da Universidade Estadual de Campinas (Cesit-Unicamp), Marcio Porchmann, afirmou que o Brasil já se encontra em um quadro de estagflação.

“Governo Bolsonaro consolida a estagflação econômica. Inflação em alta e economia em baixa”, afirmou Pochmann no final de novembro.

Em entrevista ao G1 (Grupo Globo), a economista Silvia Matos, que é coordenadora do Boletim Macro do Ibre/FGV, afirma que a situação do país não é diferente de um quadro de estagflação.

“A economia está parada e não está muito diferente de uma estagflação. Ainda não finalizou o processo de superação da pandemia em termos de PIB e ainda não teve fôlego para voltar à tendência de crescimento pré-pandemia. Por isso que digo que é um ‘V’ incompleto, parecido com uma raiz quadrada”, afirma a economista.

Opositores criticam o Governo Bolsonaro pelos resultados do PIB

Nas redes sociais, políticos atribuíram ao Governo Bolsonaro os maus resultados do PIB no terceiro trimestre.

“Todo mundo já sabia, mas agora é oficial: Brasil está em recessão! Significa que estamos andando pra trás, sem empregos, com fome e miséria. Tudo agravado pela inflação que atinge profundamente os mais pobres! O Governo Bolsonaro FALIU o nosso país!”, afirmou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

No Twitter, o ex-presidente da Cãmara dos Deputados, Rodrigo Maia (sem partido).apontou que alguns fatores já mostravam que havia “algo de errado” na economia brasileira.

“A bolsa de valores, o câmbio, o aumento da taxa de juros nos últimos meses já demonstravam que havia algo de errado na economia do nosso país. Agora, o resultado do PIB mostra que, de fato, a economia brasileira está estagnada”, afirmou Maia.

Related posts

Ministro Fábio Faria processa ex-ministro Ernesto Araújo

Rafael Bruza

Luiz Fux autoriza prisão dos condenados pelo incêndio na boate Kiss

Rafaele Oliveira

Mulher é resgatada de casa de pastor após 32 anos de trabalho escravo

Rafael Bruza

Leave a Comment