PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Política

Bolsonaro sobre voto eletrônico: “Vai ser confiável ano que vem”

bolsonaro voto eletrônico

Durante um discurso realizado em Ponta Grossa, no Paraná, na última sexta-feira (5), o presidente da república, Jair Bolsonaro (Sem partido) disse que, agora, confia e acredita no voto eletrônico. Segundo o presidente, essa confiança se deve ao fato de que, agora, militares fazem parte de uma comissão criada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para o acompanhamento de todo o processo eleitoral do Brasil.

Confira um vídeo do evento:

Tenho tranquilidade, porque o voto eletrônico vai ser confiável ano que vem. Por quê? Porque tem portaria do presidente do TSE, o Barroso, convidando entidades para participar das eleições, entre elas as nossas, as suas Forças Armadas”, afirmou o presidente. Ele ainda completou:

“Eu determinei ao ministro da Defesa (Walter Braga Netto), já que fomos convidados, aceitamos e passamos a acreditar no voto eletrônico e nós, das Forças Armadas, com as suas equipes de inteligência, participaremos de todo o processo eleitoral lá do código-fonte até a sala secreta”.

Bolsonaro urna eletrônica
Bolsonaro: “Vai ser confiável ano que vem” (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Bolsonaro ainda criticou o TSE no evento

Por mais que Bolsonaro pareça estar acenando para um lado mais moderado, no mesmo evento, o presidente criticou fortemente o TSE por causa da cassação do mandato do deputado federal Fernando Francischini (PSL-PR). Ele é acusado de disseminar fake news sobre a segurança das urnas eletrônicas e de acusar o TSE de fraude, tudo isso durante as eleições de 2018. Ele foi a primeira pessoa com o cargo cassado por disseminação de fake news eleitoral.

“Há 3 anos não converso com o deputado Francischini. A cassação dele foi um estupro, por ter feito uma live 12 minutos antes. Não influenciou em nada, ele era deputado federal, foi uma violência, mesmo que por ventura alguém não goste dele aqui”

A cassação do mandato de Fernando Francischin aconteceu no dia 28 de outubro. Ele foi eleito deputado estadual mais votado da história do Paraná com 427.749 votos.

.

Related posts

Fabiano Contarato anuncia filiação ao PT com elogios aos governos Lula e Dilma

Rafael Bruza

Governo lança programa para incentivar “mineração artesanal” na Amazônia

João Baricatti

Jornal Despertador recebe Randolfe Rodrigues, Luis Nassif, Áureo Toledo e Bruno Salles

Bruna Pannunzio

Leave a Comment