PORTAL DEMOCRACIA
Manchete Pandemia Política

Bolsonaro corta R$ 100 milhões de hospitais federais durante explosão de casos de covid

bolsoaro tiete obra metro

Ao realizar vetos no orçamento de 2022, o presidente Jair Bolsonaro (PL) determinou o corte de R$ 100 milhões da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que administra os centros médicos ligados às instituições de ensino. A informação é do portal UOL.

O veto presidencial é específico para o “funcionamento e gestão de instituições hospitalares federais”.

Responsável pela Ebserh, o Ministério da Educação (MEC) teve orçamento sancionado de R$ 137,9 bilhões. Bolsonaro vetou outros R$ 739 milhões para a pasta em 2022 – e desta forma deixou o MEC como o segundo ministério que mais perdeu recursos, deixando-o atrás apenas do Ministério do Trabalho, que sofreu corte de R$ 1 bilhão.

O corte aos hospitais representa 20,8% do total aprovado pelo Congresso Nacional em dezembro de 2021 – o Legislativo previa R$ 481,9 milhões para “funcionamento e gestão de instituições hospitalares federais”.

Os recortes ocorrem num momento em que casos de covid-19 explodem pelo país e voltam a encher hospitais das redes pública e privada.

A média móvel de casos no país dos últimos 7 dias é de 149.085 — o sexto recorde consecutivo. A alta ocorre desde o dia 2 de janeiro.

Na semana que se encerrou no dia 22 de janeiro, 770 mil novas confirmações da doença foram relatadas no país – em cenário de subnotificação, considerando o apagão de dados no Ministério da Saúde e a  ausência de um plano de testagem em massa no país.

Em São Paulo, a alta no número de casos de covid já começa a ter reflexos no sistema hospitalar.

Nos últimos 14 dias, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) nos hospitais municipais da cidade de São Paulo cresceu 770% e se aproximou dos 80%.

A comparação é com duas semanas atrás, em uma média móvel de 14 dias. No dia 10 de janeiro, nós tínhamos 42 pessoas internados em leitos de UTI nos hospitais municipais. Dados divulgados no domingo (23), mostram 365 pessoas com quadro agravado da Covid, um crescimento de 770%.

Related posts

Câmara aprova direitos básicos para entregadores de aplicativos

Rafaele Oliveira

Memorial a Anne Frank é vandalizado por nazistas nos EUA

João Baricatti

Lula diz que vereador do PT errou ao participar de protesto que invadiu igreja

Rafael Bruza

Leave a Comment