PORTAL DEMOCRACIA
Manchete

Bolsonarista compra 4 revistas IstoÉ, rasga e vira piada nas redes

bolsonarista- compra-revistas-istoe-rasga-e-vira-piada-nas-redes

“Vocês vão ver o que vou fazer. Convido todos a fazer o mesmo, viu?”, afirma um militante bolsonarista enquanto compra 4 revistas IstoÉ em uma banca de São Paulo para rasgá-las, em protesto contra a capa da publicação, que trata Bolsonaro como o ditador nazista, Adolf Hitler – com o termo “genocida” escrito no bigodinho.

O homem gastou R$ 59,60 para fazer o vídeo, que acabou postado no último sábado (16) pelo deputado estadual de São Paulo Gil Diniz (sem partido).

“Pessoal revoltado com a capa da IstoÉ e sua reportagem criminosa. Mas, os iluministros fazem cara de paisagem!”, afirma o deputado no Twitter.

Às 7h desta segunda-feira (18), o vídeo conta com 2 milhões de visualizações.

Mas, nas redes sociais, o protesto viralizou com piadas sobre o cidadão indignado.

Entre o público bolsonarista, houve pelo menos um internauta que não gostou da estratégia:

IstoÉ retrata Bolsonaro como Hitler

A edição da IstoÉ que revoltou bolsonaristas foi publicada na última sexta-feira (15) e trata o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como “mercador da morte” com características típicas de Adolf Hitler.

A publicação aponta que o presidente “patrocinou experiências desumanas inspiradas no horror nazista durante a pandemia, segundo o relatório final da CPI da Covid”.

A revista ainda faz críticas à declarações de Bolsonaro sobre vacinação e aponta que “a história já deu seu veredito, mas falta à Justiça condená-lo”.

Outras críticas à revista

A capa da IstoÉ vem recebendo críticas de líderes do Governo e internautas bolsonaristas desde que foi publicada.

Na sexta-feira (16), o ministro das Comunicações, Fábio Faria, classificou a capa como “criminosa e inescrupulosa”.

“Estamos em processo de pacificação e somos surpreendidos com essa capa asquerosa. Que os órgãos competentes adotem as medidas legais cabíveis!”, afirmou.

Ex-chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom), Fábio Wajngarten também fez críticas à publicação.

“Fica cada vez mias evidente o cinismo político. Uma capa inaceitável! O silêncio impera”, disse pelo Twitter.

Elogios à revista

Internautas também receberam a capa com ironias.

Outros procuraram refletir sobre a crítica a Bolsonaro.

Related posts

Aprovação do Governo Bolsonaro cai para 19%, a menor desde o início do mandato

Rafael Bruza

Doria assina decreto que obriga servidor estadual de SP a comprovar vacinação

Rafael Bruza

Dallagnol diz que PowerPoint sobre Lula foi ‘erro de cálculo’ da Lava Jato

Rafael Bruza

Leave a Comment