PORTAL DEMOCRACIA
Economia Manchete

Banco Central publica carta “explicando” como inflação bateu o teto proposto

banco central inflação paulo guedes

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, na manhã dessa terça-feira (11), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – a inflação. O índice fechou 2021 em 10,06%, sendo que o teto que tinha sido estipulado pelo Banco Central era de 5,25%. Então, o atual presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, publicou, na tarde dessa terça, uma carta aberta à Paulo Guedes, ministro da Economia e presidente do Conselho Monetário Nacional. Na carta ele explica os motivos que levaram a inflação fechar o ano estourando a meta.

Segundo Campos Netos, foram três os principais fatores para o IPCA fechar em dois dígitos pela primeira vez desde 2015:

  • forte elevação dos preços de bens, em especial os preços de commodities;
  • bandeira de energia elétrica escassez hídrica, acionada em setembro devido à crise energética; e
  • desequilíbrios entre demanda e oferta de insumos, o que gerou gargalos nas cadeias produtivas globais.
ibge inflação 2021
IPCA médio desde 2010 (Imagem: Reprodução/ Economia g1)

Campos Netos destaca o fato que a inflação atingiu não apenas o Brasil, mas diversos países, visto que fatores não são exclusivos do Brasil. “De fato, a aceleração significativa da inflação em 2021 para níveis superiores às metas foi um fenômeno global, atingindo a maioria dos países avançados e emergentes.”.

Ele ainda diz que o Comitê de Política Monetária (Copom) considera “apropriado que o ciclo de aperto monetário avance significativamente em território contracionista“. Netos ainda diz que os juros devem subir ainda mais este ano, em uma tentativa de segurar os preços. No último ano a Selic passou de 2% para 9,25%.

Neto aponta que o preço dos commodities afetaram o Brasil. O preço deles sofreu com o começo do Covid-19, no primeiro trimestre de 2020 e, ao longo daquele ano e em 2021, eles passaram por uma recuperação, o que afetou os preços. Ele diz que todos os commodities sofreram mas, em especial, preço do petróleo, que afetou muito o preço final do IPCA.

Ele afirma que esse aumento no preço dos commodities não afetou apenas o Brasil: “Esses desenvolvimentos, que ocorreram em nível global, geraram excesso de demanda em relação à oferta de curto prazo de diversos bens, causando um desequilíbrio que, em diversos países e setores, foi exacerbado por falta de mão-de-obra, problemas logísticos e gargalos de produção. De fato, a aceleração significativa da inflação em 2021 para níveis superiores às metas foi um fenômeno global, atingindo a maioria dos países avançados e emergentes“.

Segundo as projeções do BC, a inflação é de queda já no início de 2022, fechando o ano em 4,7%. A meta para o ano é de que a inflação fique entre  2,00% e 5,00%, tendo o centro da meta (3,5%) como objetivo. Se seguir segundo a projeção, a inflação termina o ano em patamar menor do que o teto, mas acima do centro da meta, que é o objetivo. 

Nesse cenário, em 2022, a inflação ainda se mantêm superior à meta, embora dentro do intervalo de tolerância, em virtude dos efeitos inerciais da inflação de 2021“, afirma Campos Neto.

 

Related posts

PEC dos Precatórios é aprovada em primeiro turno pelo Senado

João Baricatti

Pesquisadora posta foto de Moro com líder neonazista: “Só pra lembrar”

Rafaele Oliveira

Champions League: Confira os resultados de hoje! (03/11)

João Baricatti

Leave a Comment