PORTAL DEMOCRACIA
Brasil Fake News Manchete Tech

Após pressão, Twitter adiciona ferramenta para denúncia de fake news

fake news

Após muita pressão, o Twitter anunciou, nesta segunda-feira (17), a inclusão do Brasil na ferramenta teste para denúncia de fake news e desinformação. Desde a última semana, o movimento Sleeping Giants Brasil e outros grupos lançaram diversas hashtags, como #TwitterBrasilApoiaFakeNews, #TwitterOmisso e #FakeNewsMata para forçar a empresa a implementar a opção de denúncia.

Além das hashtags, pelo menos sete mil e-mails foram enviados para executivos do Twitter, exigindo a disponibilidade da ferramenta de denúncia para usuários brasileiros. Através do formulário disponível em fakenewsmata.org, foi possível encaminhar a mensagem (em português e inglês) para diretores do Twitter.

Confira a íntegra do e-mail que foi enviado para a cúpula do Twitter cerca de sete mil vezes:

“Prezados gestores do Twitter e Twitter Brasil,

Com mais de 620 mil óbitos por covid-19 e diante de eleições decisivas, o Brasil é, hoje, refém da desinformação descontrolada que encontra, no Twitter, espaço para disseminar teorias conspiratórias sobre a segurança da vacina, tratamentos sem eficácia comprovada para covid-19, bem como a rigidez do processo e da corte eleitoral brasileira.

Fato é que as políticas de “integridade cívica” e de “informações enganosas sobre a COVID-19” do Twitter vedam a veiculação de informações enganosas sobre a pandemia e processos eleitorais. No entanto, embora tais condutas sejam vedadas na plataforma, a realidade é que, no Brasil, o Twitter tem se eximido da responsabilidade de remover conteúdos e contas que violam as políticas da plataforma, além de não disponibilizar aos usuários brasileiros ferramentas já existentes que possibilitam a denúncia de conteúdos contrários às diretrizes de uso do serviço.

Após a invasão do Capitólio e as sucessivas teorias conspiratórias envolvendo a crise de saúde pública da covid-19, a plataforma considerou necessário disponibilizar a ferramenta de denúncias de desinformação aos usuários de alguns países, notadamente os Estados Unidos e a Austrália.

A decisão, no entanto, de não disponibilizar tais ferramentas aos usuários brasileiros, mesmo diante de uma enxurrada de desinformação que coloca em risco a saúde dos brasileiros e a estabilidade institucional do país, parece indicar que o Twitter não possui os mesmos compromissos com a saúde e a segurança do Sul Global.

Diante dessas circunstâncias e certos de que o Twitter tem o dever de zelar pela segurança dos usuários da plataforma em qualquer país do globo, de maneira não discriminatória e com equidade, exigimos que:

  1. Sejam disponibilizadas, imediatamente, ferramentas de denúncias de informações falsas relacionadas à covid-19 e aos processos cívicos brasileiros, com fácil acesso aos usuários;
  2. O Twitter aplique as diretrizes de uso do serviço já existentes, removendo informações falsas sobre as questões apontadas, bem como removendo contas que violam os termos de uso do serviço nas hipóteses já estabelecidas.”

Twitter inclui Brasil na lista de países com acesso à ferramenta para denúncia de fake news

Depois de tanta pressão, o Twitter informou sobre a inclusão da ferramenta de denúncia no Brasil. “Hoje estamos expandindo esse recurso de teste para pessoas que twittam do Brasil, Espanha ou Filipinas. Até agora, recebemos cerca de 3 milhões de relatórios de todos vocês, denunciando Tweets que violam nossas políticas e nos ajudando a entender novas tendências de desinformação”, disse a empresa.

Com a nova ferramenta, realizar uma denúncia é muito simples. Ao encontrar um tweet que contém fake news ou desinformação, o usuário deve clicar nos três pontinhos que aparece no canto superior direito da postagem e escolher a opção “Denunciar Tweet”.

Em seguida, o Twitter vai oferecer uma série de opções e o usuário deve escolher a afirmativa “As informações são enganosas”. Novamente, a empresa irá perguntar sobre o tema da informação enganosa: política, saúde ou outra coisa. Em caso de fake news associadas à covid-19, o usuário vai escolher a opção “Saúde” e, depois, “Informações sobre COVID-19”.

Related posts

Talude desmorona e mata duas pessoas em Dores de Guanhães (MG)

Rafaele Oliveira

Jovem Pan está atrás de um comentarista de esquerda e contratou…. Ricardo Salles

Rafael Bruza

Homem circula com roupa da Ku Klux Klan em escola de Santo André (SP)

Rafael Bruza

Leave a Comment